Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

sábado, 26 de novembro de 2016

Lançamento do livro: "A Filosofia Judaica em diálogo"

A proposta geral do livro é introduzir a filosofia judaica no contexto acadêmico dos estudos de filosofia no Brasil. Meu convite especial é que possamos juntos apoiar a Profa. Dra. Cecilia Cintra que, além de responsável pelo Núcleo de pesquisas islâmicas e judaicas da Universidade Federal de São Paulo, é também a organizadora deste trabalho. Com isso, contamos com o seu apoio e divulgação.  

A Filosofia Judaica, especialmente a desenvolvida durante o período medieval, é pouco estudada no Brasil, assim como todas as variações da filosofias não-cristãs. Até há pouquíssimo tempo, ao falarmos em filosofia medieval pensávamos quase automaticamente em filosofia cristã. A partir do esforço, iniciado na Europa, de incorporação das contribuições não cristãs à história oficial e à história do pensamento, abre-se um certo espaço para o estudo da contribuição de outros povos, em especial, da herança islâmica e judaica na formação cultural e filosófica do Ocidente. Recentemente tem sido aberto espaço para o estudo acadêmico da filosofia judaica nas universidades brasileiras.

O presente livro nasceu das conferências principais apresentadas no I Encontro NUR/UNIFESP de Filosofia Judaica e conta com textos de especialistas brasileiros e franceses. Longe de se pretender um manual ou uma publicação destinada a cobrir a história da filosofia judaica, o volume consiste essencialmente num conjunto de ensaios que tratam de alguns temas próprios da filosofia medieval judaica ou que mantêm algum diálogo com ela. 

O livro tem início com um texto sobre Filon de Alexandria, por ter sido este o primeiro autor judeu que pode ser propriamente denominado filósofo e segue pela Filosofia Medieval propriamente dita. Apresenta estudos dedicados a autores como Ibn Gabirol, Maimônides e Hasdai Crescas, a formação da Cabala, bem como as controvérsias judaico-cristãs, e segue para a modernidade em diálogo com o pensamento medieval, representada aqui por textos sobre Franz Rosenzweig e Abraham Heschel.

Os textos são de autoria e organização de: Cecilia Cintra Cavaleiro de Macedo, Edrisi Fernandes, Dax Moraes, Luiz Bueno, Maria Cristina Mariante Guarnieri, Alexandre Leone, Carlos Arthur Ribeiro do Nascimento, Cristina Ciucu e Philippe Bobichon.

sábado, 8 de outubro de 2016

Iamim Noraim 5776 / 2016



Veja mais:

A Retórica de Recuo como Estratégia de Adaptação: da Sobrevivência da Memória na Bíblia Hebraica




Nota 5 do MEC - Bacharelado Letras Português-Hebraico da FL/UFRJ