Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

domingo, 27 de janeiro de 2008

Atos anti-semitas diminuiu no mundo em 2007

Jornal da Mídia, Especial, 27/01/2008.

Atos anti-semitas diminuiu no mundo em 2007

Agência ANSA

Jerusalém - O número de atos de caráter anti-semita diminuiu em geral no mundo durante o ano de 2007, em relação a 2006, segundo um relatório divulgado pelo governo israelense, no Dia da Memória.

Os números aumentaram, porém, na Alemanha, Austrália, Estados Unidos (principalmente em campus universitários), e na Ucrânia. Na Europa ocidental, o anti-semitismo apareceu de forma relevante em primeiro lugar na Grã-Bretanha e França.

Esses são alguns dados de um informe apresentado pelo governo de Israel no Foro Governamental para a Luta contra o Anti-semitismo, redigido por funcionários do governo e da Agência Hebrea.

Segundo o informe, 2006 foi um ano particularmente difícil pela guerra no Líbano, que havia criado sentimentos de grande antagonismo a Israel, e por extensão, à comunidade judaica no exterior.

Em 2007, voltaram os níveis registrados em 2004-2005.

De acordo com o informe, geram alarmes as ações realizadas na internet, onde existem "milhões de sites" de caráter anti-semita.

Em Israel, diferente do restante do mundo, não há hoje manifestações pelo Dia da Memória.

O "Dia do Shoah" ou do heroísmo, é celebrado em Israel uma semana antes da Jornada da Independência, no fim de abril.

A comunidade internacional celebra a Jornada da Memória para comemorar o 27 de janeiro de 1945, quando as tropas soviéticas em sua avançada até Berlim, descobriram o campo de concentração de Auschwitz, no qual estavam presos os últimos prisioneiros que escaparam do extermínio nazista.

Na Grã-Bretanha, pela primeira vez representantes da maior organização muçulmana do país, a Muslim ouncil of Britain (MBC), participará hoje da cerimônia da Jornada da Memória, à qual boicotavam desde sua criação em 2001.

A cerimônia oficial ocorrerá em Liverpool, que este ano é a capital européia da Cultura, ainda que eventos para recordar o Holocausto ocorrerão em todo o Reino Unido.

Na Argentina, ministros do governo e autoridades da Delegação de Associações Israelitas Argentinas (Daia) realizam amanhã um ato central para comemorar o Dia Internacional do Holocausto, com a presença de sobreviventes do massacre.

Nenhum comentário: