Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Liberdade de Expressão: "A proibição é uma desgraça única"

Extraído de:
Jornal do Brasil, Caderno B, página 5, em 10/02/2008.


"A proibição é uma desgraça única"


Em seu blog na internet

(http://geraldthomas.blog.uol.com.br/),

o polêmico dramaturgo Gerald Thomas se mostrou indignado com a censura à Escola de Samba Unidos do Viradouro, que neste carnaval foi proibida de desfilar um carro alegórico que fazia alusão ao Holocausto. Escrevendo de Munique, Alemanha - país onde nasceu o nazismo - Gerald ressaltou que estava se pronunciando como artista, não como descendente de judeus. O autor lembrou que metade da sua família morreu nos campos de concentração, mas que nem por isso podia concordar com a censura. Para ele, a liberdade de expressão está acima de tudo.

"Deixa os caras falarem e mostrarem o que querem. Depois, a gente fala o que quer deles. Nao é assim que deveria ser?????? Censura NÃO!!!", escreveu Gerald.

O dramaturgo conta que a comunidade judaica não agiu corretamente ao vetar a alegoria: "A PROIBIÇÃO é uma desgraça única. Ela não deveria vir JAMAIS como iniciativa de uma entidade judaica. Não deveria JAMAIS existir como um pensamento ou ser instituído como tal por um governo que quer se dizer livre e que diz ter intelectuais no governo que foram, eles mesmos, vítimas da DITADURA MILITAR, por terem expressado suas opiniões".

Gerald lembrou os tempos do tropicalismo, quando os cantores Caetano Veloso e Gilberto Gil sofreram com a recepção furiosa de uma parte da platéia do Festival da Canção da Record de 1968.

"Caetano e Gil estavam no palco do Tuca em São Paulo e levaram vaias da extrema-direita em 68, antes da prisão e do exílio forçado em Londres. É PROIBIDO PROIBIR pode soar concretamente poético, metalingüisticamente genial, mas é, antes de mais nada, uma profunda realidade", escreveu.


Veja mais no Blog de Gerald Thomas:

07/02/2008 Aqui na Alemanha ja foi TUDO proibido

Foi no TERCEIRO REICH - Nao escrevo necessariamente como descendente de Judeus. Escrevo como artista. Mas nessa Munique, aqui do lado do Hotel, na praca Marienplatz que descrevo em Rainha Mentira, Goebbles e Hitler fizeram seus discursos famosos que comecaram com a ascencao do partido Nacional Socilalista - Nazi. Menos de uma decada depois, nao somente a chamada "cultura alema" (tao reclamada de volta nos discursos) estava sendo "devolvida" as porradas pelo regime, como Krystalnacht estava acontecendo e EUGENICS ( a experimentacao com corpos humanos) estava tendo seu inicio pratico (foi inventado nos EUA), mas Todos os credos e o comunismo e TUDO aquilo que NAO era a cara ARIANA comecava a ser DEMOLIDA.

A PROIBICAO eh uma desgraca unica. Ela nao deveria vir JAMAIS como iniciativa de uma entidade judaica. Nao deveria JAMAIS existir como um pensamento ou ser institiudo como tal por um governo que quer se dizer livre e que diz ter intelectuais no governo que foram, eles mesmos, vitimas da DITADURA MILITAR, por terem expressado suas opinioes. Afinal Caetano e Gil estavam no palco do TUCA em Sao Paulo e levaram vaias da extrema direita em 68, antes da prisao e do exilio forcado em Londres. Eh PROIBIDO PROIBIR pode soar concretamente poetico, metalinguisticamente genial, mas eh, antes de mais nada uma profunda realidade> e estar na Alemanha, a 20 minutos de Dachau, um dos piores campos de concentracao, nao somente pra judeus, mas pra ciganos, africanos, etc. eh sentir VERGONHA que o Brasil de hoje interfira de tal maneira grotesca judicialmente numa alegoria (ja por definicao algo exageradamente grotesco) a ponto de proibi-la.

Quanto a maneira Americana de se votar: ONE PERSON ONE VOTE: Hey ! Let's make another leap for mankind and do away with the electoral college and these delegates and Super Delegates and Housewifes and Super Duper Housewifes! Why make matters so fucking complicated? Why confuse the voter? COME CLEAN PEOPLE, and rewrite an ammendment! NOW, SUPREME COURT (je suis begging - imploring - as well as so many millions of others: the current system is a failed one!)

Gerald, Munchen, Quinta 8 Feb 2008
Escrito por Gerald Thomas às 02h44 [(20) comentários]


05/02/2008 de Munique, Alemanha, o lugar do holocausto

E nem por isso de acordo que deveriam ter censurado o tal carro alegorico do Viradouro. Sou completamente CONTRA a censura, apesar de que metade da minha familia ter morrido nos fornos dos campos de concentracao: mas liberdade de expressao eh sagrada. Deixa os caras falarem e mostrarem o que querem. Depois, a gente fala o que quer deles. Nao eh assim que deveria ser?????? Censura NAO!!!!

Nervosissimo com o super Tuesday, mesmo a alguns quilometros de Dachau

Gerald

PS Vi que o Pancho escreveu que demitiram o IVO. Caramba. Como assim???? Nao posso ficar em paz nem um segundo???? Nem aqui pra lidar com assuntos delicados? Como saber mais sobre o que aconteceu com o Ivo? Pancho, me escreve. A CNN nao da nada sobre isso, e a Suddeutschezeitung tambem nao. Serio: eg a vitoria dos Giants e o Super Tuesday e a Merkel LOVE GT

8 da manha aqui na capital da Bavaria, 2 da manha em NY.....e eu nervoso como um cao acompanhando o chart do NYTimes online!!!! Wie? Wo? Was? Habe ich etwas gesagt? Chove la fora em Marienplatz, chove la fora em Schwabing

Luis Lago: Liberdade de expressao SEM RESTRICOES!!!!!! eu escrevo acima SOU CONTRA QUALQUER TIPO DE CENSURA (I am against any form of censorship, or vessel, boat or goat!) no Censoring Goats! EVER!!!!! GT

comment do taxista em movimento

Pois é, meu caro Luiz Lago... Todas as escolas, de todos os grupos e de todos os Estados brasileiros retrataram a crueldade com que os escravos foram trucidados no varejão e ninguém se sentiu atingido... Posso estar enganado, mas duvido que o carnavalesco da Viradouro se atreveria a debochar do massacre dos judeus... Defendo a liberdade total de expressão e adoraria ver alguém botar o nariz para fora do armário se expondo em mostrar sua deformidade para eu poder calá-lo com as mesmas armas... Jorge Schweitzer

Jorge Schweitzer (Rio)


Nenhum comentário: