Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

terça-feira, 13 de maio de 2008

Morre Irena Sendler: Morre polonesa que salvou crianças judias no holocausto

Jornal Nacional (12/05/2008) - A polonesa que salvou milhares de crianças judias dos campos de concentração nazistas durante a Segunda Guerra Mundial faleceu nesta segunda-feira, em um hospital de Varsóvia.

Morreu, nesta segunda-feira, em um hospital de Varsóvia, a polonesa que salvou milhares de crianças judias dos campos de concentração nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Na Segunda Guerra Mundial, a polonesa Irena Sendler lutou pela vida. Um grande risco durante o Holocausto, quando os alvos eram quem ela salvava: crianças judias. Em 1940, como assistente social, ela começou a fornecer alimentos, roupas e remédios aos moradores do Gueto de Varsóvia, instalado pelos nazistas.

No fim do verão de 1942, Irena se uniu ao movimento de resistência Zegota, o conselho de ajuda aos judeus. A partir daí, retirou clandestinamente 2,5 mil crianças do gueto. Elas foram alojadas entre famílias católicas e conventos.

As crianças eram escondidas em maletas e retiradas por bombeiros ou até em caminhões de lixo.

Em 1943, Irena foi presa e torturada pela polícia secreta nazista (Gestapo). Ela só escapou da execução porque o movimento Zegota subornou oficiais da Gestapo que concordaram em deixá-la viva, mas com as pernas e os braços quebrados, no meio de uma floresta.

Em 1965, a polonesa recebeu o título de cidadã honorária de Israel. Irena, que morreu aos 98 anos nesta segunda-feira, chegou a ser indicada ao Prêmio Nobel da Paz no ano passado. Mas, apesar de sua reconhecida bravura, ela nunca se considerou uma heroína. O ex-líder judeu do Gueto de Varsóvia, Marek Edelman, disse que o mundo certamente seria um lugar bem melhor, se existissem mais pessoas como Irena.

Morre polonesa que salvou crianças judias no holocausto >>> Veja o vídeo.

Veja mais em:
Morre aos 98 anos polonesa que salvou 2.500 crianças judias

Nenhum comentário: