Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

domingo, 27 de julho de 2008

Kibbutz, de utopia socialista a local de descanso

Kibbutz, de utopia socialista a local de descanso

Renata Malkes
Especial para O GLOBO, O Mundo, página 38, em 27/07/2008.

TEL AVIV. Além de aquecer a indústria hoteleira, o calor do verão no Oriente Médio tem refrescado os lucros de pelo menos 270 kibutz, as tradicionais comunidades coletivas que se transformaram no símbolo de Israel.

De norte a sul do país, o kibutz deixou para trás o sonho socialista para entrar com força no capitalismo moderno. Localizados normalmente em zonas rurais e cercados por verde e intermináveis hectares de áreas de lazer, muitos transformaram parte de suas instalações em confortáveis hotéis-butique que têm atraído milhares de turistas em busca de uma hospedagem barata e original, e até mesmo israelenses estressados querendo relaxar nos finais de semana.

Os voluntários que vinham de toda as partes do planeta para vivenciar a experiência socialista fazendo pequenos trabalhos deram lugar aos turistas. Além da hospedagem barata em casas reformadas com todos os mimos possíveis — de jacuzzi a cinemas equipados com TVs de alta definição e DVDs — o kibutz moderno oferece o contato com a natureza e com a cultura israelense, além de atrações até para os gostos mais sofisticados, com serviços de spa e esportes radicais.

Para a jornalista Yael Golan, não só os turistas em busca de um programa original aderiram ao kibutz: os israelenses compreenderam que férias relaxantes e divertidas não precisam ser fora do país.

— Israelenses adoram viajar para o exterior, mas, nos fins de semana, me hospedo num kibutz para descansar e sair do barulho da cidade grande. Reunimos os amigos e passamos excelentes momentos gastando menos. Hoje custa muito caro para uma família com três filhos, por exemplo, viajar nas férias de verão — diz ela.

Nenhum comentário: