Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Restos da "Kristallnacht" encontrados perto de Berlim

Der Spiegel, em 21/10/2008 - No outono de 1938, os capangas de Hitler lançaram um ataque brutal aos judeus, que mais tarde tornou-se conhecido como "Kristallnacht". Agora, um jornalista israelense encontrou restos daquele pogrom [ataque violento maciço a pessoas, com a destruição simultânea do seu ambiente] em um aterro perto de Berlim.


Há quase exatamente sete décadas os nazistas brutais da SA se espalharam pela Alemanha para disseminar terror entre a população judia. O evento, que destruiu milhares de lojas judias, incendiou centenas de sinagogas e matou dezenas de judeus, passou a ser chamado de "Kristallnacht".


Agora, um jornalista israelense, conduzindo pesquisas perto de Berlim, encontrou o que poderia ser um enorme aterro cheio de destroços do pogrom, que ocorreu na noite de 9 de novembro de 1938.


A descoberta, primeiramente divulgada na edição do "Spiegel" desta semana, foi feita por Yaron Svoray, 54, a menos de uma hora de carro a nordeste de Berlim, no Estado de Brandenburgo. Enquanto conduzia suas pesquisas em Carinhall, residência de campo do nazista Hermann Göring, um morador local disse ao israelense que objetos de casas judias destruídas durante os pogroms tinham sido despejados ali perto.


Svoray rapidamente encontrou uma série de artefatos que possivelmente corroboram a alegação do morador, inclusive uma garrafa de vidro verde com uma estrela de Davi impressa no fundo e parte de um elaborado encosto para as costas, que Svoray acredita ser das sinagogas da época.


O aterro onde os objetos foram encontrados tem o tamanho de quatro campos de futebol. Um mapa antigo identifica a área como tendo sido usada desde 1900 e indica que o local especifico onde Svoray encontrou as relíquias foi usado como aterro de lixo entre 1935 e 1940.


"É muito provável que estamos lidando com restos da Kristallnacht", disse Svoray, referindo-se ao pogrom da "noite de vidro quebrado" do dia 9 de novembro de 1938, quando nazistas lançaram um ataque coordenado a sinagogas e negócios judeus na Alemanha. Mais de 1.400 sinagogas e outros estabelecimentos judeus religiosos na Alemanha e na Áustria foram danificados ou destruídos naquela noite, de acordo com estimativas do Museu Histórico Alemão. Dezenas de judeus foram mortos no ataque e milhares foram presos e levados para campos de concentração.


Agora, estão pedindo ao governo alemão que contrate especialistas para investigar a área. O Museu dos Combatentes dos Guetos de Israel, instituição respeitada que pesquisa crimes nazistas e estava envolvida na pesquisa, pediu permissão para que seus especialistas analisassem os objetos descobertos, de acordo com o jornal israelense Haaretz.


Tanya Ronen-Löhnberg, funcionária do museu, disse ao Haaretz que seus especialistas determinaram "com alta probabilidade que a garrafa de vidro é do período anterior à 'Kristallnacht'".


"Não duvidamos nada que futuras investigações no local confirmem nossas suposições", disse Ronen-Löhnberg ao Spiegel.


"Não é uma questão de tesouro ou dinheiro. Há uma chance de termos uma descoberta histórica, que deve ser encarada em nível do Estado ou do distrito onde a área está localizada", disse Svoray aos repórteres no domingo, de acordo com o Haaretz.


Svoray é famoso por ter passado seis meses secretamente entre nazistas alemães nos anos 90. O livro baseado em suas experiências, "In Hitler's Shadow" (Na sombra de Hitler), virou filme.


Tradução:
Deborah Weinberg

Nenhum comentário: