Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Holocausto cria impasse em conferência sobre racismo

FSP (17/04/2009)


ONU: Holocausto cria impasse em conferência sobre racismo


DE GENEBRA


Cercada de polêmica e politização, a conferência da ONU sobre racismo pode ter seu documento aprovado hoje, após intensa barganha. Uma reunião ontem em Genebra com 18 embaixadores, entre eles a representante do Brasil, obteve consenso sobre os temas mais sensíveis.


A exceção foi a menção ao Holocausto. Países islâmicos querem que o parágrafo sobre o genocídio nazista seja incorporado ao que trata de outras atrocidades. Chile e União Europeia, entre outros, insistem que o ponto seja mantido com destaque.


O impasse é um exemplo das disputas que pairam sobre o encontro da próxima semana em Genebra, que fará uma revisão da Conferência contra Discriminação Racial de Durban, de 2001. A participação mais esperada é a do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, que questiona o Holocausto e prega o fim de Israel.


Na primeira conferência, Israel e EUA se retiraram no meio das discussões, alegando que elas haviam se tornado um fórum de propaganda antissionista e antissemita.


Um dos temas mais controversos, o da "difamação de religiões", deve ficar fora. O conceito é defendido pelas nações muçulmanas, mas sofre resistência de países ocidentais. Ativistas temem que seja mero pretexto para intimidar opositores.


A embaixadora do Brasil, Maria Nazareth Farani Azevêdo, se disse "especialmente satisfeita" com o acordo sobre difamação da religião. "Era um tema com um potencial enorme para derrubar a conferência."


A expectativa é que o documento seja aprovado hoje, para apreciação dos ministros que irão à conferência, que começa segunda-feira. (MARCELO NINIO)



G1 (17/04/2009)


Último Segundo (17/04/2009)


Estadão (17/04/2009)


Correio Braziliense (17/04/2009)


UOL Internacional / Mídia Global (17/04/2009)


Un écho d’Israël (17/04/2009)


Leia mais:


Veja mais:

16/04/2009

Nenhum comentário: