Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Obama tranquiliza árabes e cutuca novo governo de Israel

Jornal Hoje (08/04/2009)

  • Judeus comemoram o Pessach: Os judeus começam as comemorações do Pessach, a Páscoa judaica. A data relembra a fuga do Egito. Em São Paulo, centenas de judeus se reuniram para agradecer a Deus pela criação do Universo.


Estadão (08/04/2009)


Em Cima da Hora (08/04/2009)

  • Confronto deixa 11 feridos na Cisjordânia: O esquema de segurança foi reforçado em Israel por causa dos preparativos para a Páscoa judaica. Palestinos entraram em conflito com colonos e soldados israelenses.


G1 (08/04/2009)


FSP online (08/04/2009)


Correio Braziliense (08/04/2009)


Zero Hora (07/04/2009)


Uol Internacional / Mídia Global (08/04/2009)


Pletz (07/04/2009)


Zenit (07/04/2009)


Último Segundo (07/04/2009)


Gazeta do Povo (07/04/2009)


JB online (01/04/2009)


Aurora Digital (07/04/2009)


Euronews (07/04/2009)

  • Vídeo e texto: Hans Küng: “A Igreja Católica dirige-se, mais uma vez, à Idade Média”: (...) Acredito que uma pessoa que nega o Holocausto não pode permanecer na Igreja Católica. O assassinato de seis milhões de seres humanos, judeus, foi o maior crime na história da humanidade. Durante o primeiro Concílio Vaticano II eu avancei a tese de que o anti-semitismo dos nazis têm a sua raiz no anti-semitismo plurissecular das igrejas cristãs, incluindo a Igreja Protestante. Luther King era amigo dos judeus, por isso as igrejas cristãs e todos os cristãos partilham uma grande e histórica culpa em relação ao povo judeu. No entanto, para ser justo, devo acrescentar que os príncípios da tolerância devem também ser aplicados aos judeus. Israel, que se define como um estado judeu, tem que provar que consegue ser tolerante para com os árabes e tem que aceitar que os palestinianos possam, finalmente, construir o seu próprio estado.


Stratfor (08/04/2009)



Leia mais:


Veja mais:

07/04/2009

Nenhum comentário: