Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

domingo, 11 de julho de 2010

O judaísmo em Philip Roth: um conceito às avessas

O judaísmo em Philip Roth: um conceito às avessas

Dora Landa

Tese de doutorado em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas (USP).

Data da defesa: 26/03/2010.

Resumo: O objetivo desse trabalho é analisar algumas das obras de Philip Roth em que a temática judaica é o eixo principal. Meu interesse reside especialmente nos romances em que o Holocausto Judeu na Segunda Grande Guerra e o Estado de Israel com sua complexa situação no Oriente Médio são abordados. Baseei minha análise dessas obras na seguinte hipótese: para se aproximar de recentes situações traumáticas da história judaica, Philip Roth precisou adotar recursos narrativos que lhe permitissem ampliar seu raio de visão, evitando estereótipos e generalizações infrutíferas. Assim, o estilo rothiano carregado de ironia e humor foi alterado. Em O Avesso da Vida parte-se de uma situação absurda: um personagem judeu morto nos Estados Unidos ressurge vivo num assentamento judaico na Cisjordânia e lutando pelo Grande Israel. Esse recurso possibilitou uma abordagem inusitada da tensa relação árabe-israelense. Em Operação Shylock encontramos um duplo impertinente e exasperante, proclamando uma absurda solução para o conflito no Oriente Médio. Finalmente em Complô contra a América o autor adota o recurso da distopia com os Estados Unidos elegendo um presidente nazista, em 1940, com todas as funestas consequências para a comunidade judaica. Entrevistas do autor assim como livros em que analisa extensamente sua própria produção literária e a de outros autores, especialmente Primo Levi e Aharon Appelfeld, também mostraram-se fontes valiosas para a análise do sempre polêmico posicionamento do autor diante de sua condição judaica.


Nenhum comentário: