Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

A territorialidade judaica em Santa Maria/RS: uma contribuição à geografia cultural

A territorialidade judaica em Santa Maria/RS: uma contribuição à geografia cultural

Maria Medianeira dos Santos

Dissertação de mestrado em Geografia (UFSM)

Data de defesa: 2009.

Resumo: O processo de construção do território gaúcho, bem como da sua identidade cultural está relacionada à influência que as diversas correntes migratórias desempenharam no decorrer do tempo, no espaço sul-rio-grandense. Enfatiza-se que este trabalho enfoca o grupo cultural judaico. Este grupo étnico adentrou no território pertencente ao Município de Santa Maria/RS em 1904, e foram os responsáveis pela formação da Colônia Philippson. Como objetivo específico a pesquisa procurou: (a) analisar as condições responsáveis pela (des e re) territorialização do grupo cultural judaico, em território santa-mariense, no início do século XX; (b) verificar os aspectos da reterritorialização, o qual proporcionou a formação da Colônia Philippson/Santa Maria pelos judeus no estado gaúcho e (c) identificar o processo e a dinâmica do desenvolvimento territorial de Philippson, bem como a dispersão espacial dos judeus no meio urbano. Metodologicamente, partiu-se do referencial teórico, direcionado para a temática em evidência e, em um segundo momento realizou-se o trabalho de campo. Quanto ao desenvolvimento territorial de Philippson, pode-se dizer que, inicialmente, o espaço rural foi o destinado para os judeus. No entanto, a dinâmica territorial desencadeada pelos mesmos, culminou com o abandono das atividades agrícolas e no seu direcionamento ao meio urbano de Santa Maria, na qual eles dedicaram-se, na grande maioria, ao ramo comercial. Quanto à materialização da cultura judaica, esta pode ser visualizada na paisagem urbana de Santa Maria através da Sinagoga Yitzhak Rabin, da casa Jacob estabelecida na Avenida Rio Branco e do cemitério israelita localizado no Bairro Chácara das Flores, além do cemitério judaico no município de Itaara.

Arquivo em PDF – Texto completo.

Nenhum comentário: