Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

sábado, 17 de maio de 2008

Firgs Divulga Nota Oficial Sobre Declarações de Gerald Thomas

No dia 12 de maio, o teatro do Salão de Atos da UFRGS foi palco de mais um "Fronteiras do Pensamento", evento que traz a Porto Alegre grandes pensadores e renomados nomes da cultura nacional e internacional. Na noite de segunda-feira (12.5) um dos convidados foi o escritor e diretor de teatro Gerald Thomas, que dividiu o espaço com o também dramaturgo e cineasta espanhol Fernando Arrabal.

Conhecido por sua personalidade polêmica, Thomas abandonou o teatro antes do final de sua palestra vaiado pela platéia. Além de não ter respeitado seu companheiro de palco, o brasileiro levou seu discurso de forma agressiva e arrogante. O que mais chocou os membros da comunidade judaica presentes no evento foram as posições de Gerald sobre o Holocausto e Israel. "Sou neto de pessoas que morreram no Holocausto e isso não me dá o direito de pisar em nada. Acho isso um horror, a indústria do Holocausto", e foi adiante: "Sou contra o Estado de Israel. Terra prometida por quem? Quando estive lá, a convite da revista caras, sim, porque com meu dinheiro jamais iria, quis apertar a mão de Yasser Arafat." Neste momento cerca de 20 pessoas se retiraram do teatro. Thomas, acidamente comentou: "Xi, esqueci que estou no Bom Fim, mas também não estou nem ai; tem que varrer esses fungos, essa poeira."

A FIRGS como legitima representante da comunidade Judaica Gaúcha recebeu diversos e-mails e telefonemas de pessoas que relataram o desconforto causado pelo dramaturgo e após conferir através da mídia os registros das palavras do palestrante, se posicionou através de nota oficial, no dia de hoje, que pode ser lida abaixo:

NOTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO ISRAELITA DO RIO GRANDE DO SUL SOBRE DECLARAÇÕES DO SENHOR GERALD THOMAS EM PORTO ALEGRE

Causou indignação em setores da comunidade judaica gaúcha a postura do dramaturgo Gerald Thomas, no último dia 12, durante sua participação do "Fronteiras do Pensamento", evento promovido pela Copesul Braskem em Porto Alegre. Apesar da indignação, a verborragia do senhor Thomas não causou surpresa a quem acompanha a sua trajetória dentro e fora dos palcos.

O senhor Thomas, que tem ascendência judaica, se disse favorável à extinção do Estado de Israel e chegou, entre seus delírios, a pronunciar uma expressão nazista de saudação a Adolf Hitler.

A Federação Israelita lamenta que, na tentativa de alimentar a fama de polemista, o senhor Thomas ofenda a memória de tanta gente. Nesse contexto, a Federação Israelita reconhece o direito à livre expressão, um dos patamares da democracia - regime no qual cada um pode manifestar suas opiniões, por mais estapafúrdias que sejam.

O julgamento da obra teatral do senhor Thomas é tarefa para os críticos e para o público. Quanto às opiniões dele sobre judaísmo e Estado de Israel, a Federação Israelita do Rio Grande do Sul entende que elas são superficiais e movidas pelo único objetivo de buscar a autopromoção que alimenta seu egocentrismo descontrolado.

Nesta área, poderíamos sugerir ao senhor Thomas a leitura de alguns livros escritos por um judeu austríaco que foi perseguido pelos nazistas e que, por isso, teve de fugir não para o Bom Fim, mas para Londres. Talvez o senhor Thomas tenha lido alguma dessas obras, mas, infelizmente, parece ter aproveitado pouco da leitura. Por fim, lamentamos que o personagem Gerald Thomas tenha tomado conta do seu inventor. Certamente o segundo é bem mais interessante que o primeiro.

Porto Alegre, 16 de maio de 2008.

Zalmir Chwartzmann
Presidente em exercício da Federação Israelita do RS

Fonte: FIRGS, em 16/05/2008.

Veja ainda:
Que pena do Gerald Thomas!


Nenhum comentário: