Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Sukot e Purim na educação infantil: um encontro da infância e da cultura judaica

Sukot e Purim na educação infantil: um encontro da infância e da cultura judaica

Linda Derviche Blaj

Dissertação de mestrado em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas (USP)

Data da defesa: 18/11/2008.

Resumo: A dissertação Sukot e Purim Festividades na Educação Infantil: um encontro da infância e da cultura judaica localiza-se na área de conhecimento da Cultura Judaica que corresponde a um segmento do currículo da Educação Infantil das escolas judaicas de São Paulo. O objetivo desta pesquisa é compreender como as crianças integram a cultura judaica em seus processos de aprendizagem. A pesquisa teve como ponto de partida o estudo sobre o desenvolvimento do pensamento infantil e a concepção de infância, que alicerçam os Referenciais Curriculares do Brasil e de Israel, os quais compõem os currículos das escolas judaicas do Brasil. Para tal, resgata a concepção de infância no decorrer dos séculos XIX e XX, e descreve os primórdios do estabelecimento da educação infantil relacionado às diversas influências políticas, econômicas, culturais e ideológicas de cada momento histórico. O estudo do desenvolvimento infantil tem como referência os estudos de Jean Piaget e a compreensão do desenvolvimento da linguagem segundo Vygotsky. A segunda parte do trabalho teve como foco o estudo das festividades Sukot e Purim, elementos da cultura judaica, que foram escolhidos pela sua diversidade de símbolos e costumes e pelo seu aspecto lúdico. Na última etapa foi realizada a coleta de dados com grupos de crianças, de um ano e quatro meses a cinco anos, em uma escola judaica de São Paulo. A análise dos dados baseou-se no repertório expresso pelas crianças que, após a tabulação, evidenciou o conhecimento e a compreensão acerca das festividades, de cada grupo.

Nenhum comentário: