Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Cultura, memória e vida urbana: judeus na Praça Onze, no Rio de Janeiro (1920-1980)

Cultura, memória e vida urbana: judeus na Praça Onze, no Rio de Janeiro (1920-1980)

Paula Ribeiro

Tese de doutorado em História Social (PUC-SP)

Data da defesa: 10/12/2008.

Resumo: Esta pesquisa é uma análise interdisciplinar sobre a região da Praça Onze, no centro da cidade do Rio de Janeiro, durante os anos de 1920 a 1980. Procuro analisar a Praça Onze, no contexto da cidade do Rio de Janeiro, como um espaço dinâmico, marcado pela presença de diferentes grupos étnicos e composto de sujeitos sociais que vivem o lugar e com ele interagem. Nesta pesquisa me debruço especialmente sobre os modos de vida de imigrantes judeus e seus descendentes, considerando as experiências sociais que desenvolveram no contexto da Praça Onze, constituindo uma territorialidade própria, com marcas de sua cultura de origem. Dou especial atenção aos modos de constituição e de representação da Praça Onze trazidos pela memória narrada e por outros documentos, os quais apontam para formas de luta visando à preservação de sua cultura e luta por espaço na cidade.Aspectos da cultura, da vida e das relações sociais engendradas naquele lugar pelos imigrantes que ali se estabeleceram é o fio condutor desta pesquisa. A minha hipótese de trabalho é a de que a experiência urbana desenvolvida na Praça Onze durante os anos de 1920 a 1980, em suas várias dimensões, propiciou a formação dessa territorialidade que se mantém como memória do grupo até os dias de hoje. A forma como essa territorialidade se delineou e a maneira como os imigrantes e seus descendentes se relacionam na e com a cidade tornam-se objetos de análise.Para além das formas de organização e da dimensão física do espaço, nos interessam, portanto, os processos que ali se desenvolveram e como se configurou uma intensa rede de relações sociais e comerciais.

Nenhum comentário: