Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Lula deve visitar Israel no primeiro semestre de 2010


Os artigos sobre Israel sempre atualizados você encontra aqui.



Destaque 1

  • Youtube: Pilar Rahola en Israel: Entrevista de Henrique Cymerman a Pilar Rahola, galardonada "Orden del Presidente de la Universidad de Tel Aviv".


Destaque 2


Destaque 3


Destaque 4


Destaque 5


Destaque 6


Destaque 7



Embaixada de Israel no Brasil (23/07/2009)


Ministro das Relações Exteriores Avigdor Liberman: Considerando a importante posição do Brasil no cenário internacional, nós esperamos que o país adote uma firme posição contra a nuclearização do Irã que ameaça não somente o Oriente Médio, mas todo o mundo.


O Vice-Primeiro-Ministro e Ministro das Relações Exteriores, Avigdor Liberman, se reuniu ontem em Brasília com o Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva e com o Ministro das Relações Exteriores Celso Amorim.


O Ministro Liberman afirmou durante as reuniões que o Brasil tornou-se um importante participante na arena internacional e que o Presidente Lula é um dos mais estimados líderes da comunidade internacional. Liberman relembrou que uma das suas primeiras decisões após assumir o cargo era o de reabrir o Consulado Israelense em São Paulo.


O Ministro das Relações Exteriores de Israel declarou que o Brasil poderia possivelmente utilizar de sua influência para persuadir os palestinos e os sírios a se unirem a Israel à mesa de negociações sem condições prévias. Liberman acrescentou que espera uma posição mais equilibrada do Brasil sobre os assuntos relacionados a Israel que surgem para debates na ONU e outros fóruns internacionais. O Chanceler também afirmou que, considerando a importante posição do Brasil no cenário internacional, espera que o país adote uma firme posição contra a nuclearização do Irã que ameaça não somente o Oriente Médio, mas todo o mundo.


Durante a visita, os Ministros Celso Amorim e Avigdor Liberman assinaram um acordo na área de aviação. Foram discutidas as relações econômicas entre os dois Estados e Liberman comentou que os laços comerciais são prósperos, com mais de 200 empresas israelenses operando no Brasil e o comércio anual ultrapassando 1,6 bilhões de dólares.


As conversas mantiveram um tom amigável e Liberman observou que o Brasil tem desfrutado do apreço de Israel desde que o país apoiou a criação do Estado Judeu em novembro de 1947 e também em função do tratamento positivo que as mais de 100.000 comunidades judaicas tem recebido no Brasil. O Ministro também mencionou sua pessoal admiração e a afeição de Israel pela seleção brasileira de futebol.


Na data, o Ministro Liberman convidou o Presidente Lula e o Ministro Celso Amorim a visitarem Israel. O Presidente Lula respondeu positivamente que pretende visitar o paí e o Chanceler Celso Amorim aproveitou a ocasião para afirmar que os brasileiros dão as boas vindas à primeira visita de um Ministro das Relações Exteriores de Israel no Brasil em 22 anos.



FSP online (23/07/2009)

  • Guila Flint: Comercial que mostra muro na Cisjordânia gera polêmica em Israel: Um comercial de TV da maior empresa israelense de telefonia celular, a Cellcom, está provocando polêmica no país por utilizar como cenário o muro construído por Israel na Cisjordânia. No filme, no ar há duas semanas, um grupo de soldados é surpreendido por uma bola de futebol vinda do outro lado do muro (o lado palestino), e um deles a devolve com um chute. A bola volta para os soldados, criando um jogo entre os palestinos "invisíveis" e os soldados. No fundo, uma música diz "afinal, só o que queremos é nos divertir". >>> Youtube: Propaganda da Cellcom no Muro de Separação (postado no blog EJ, em 19/07/2009)
  • Lula deve visitar Israel no primeiro semestre de 2010: O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve visitar Israel no primeiro semestre de 2010. A intenção de Lula foi confirmada nesta quinta-feira pela Conib (Confederação Israelita no Brasil). Segundo a entidade, o presidente afirmou que não deseja terminar seu mandato sem uma visita a Israel. Antes da visita de Lula, o presidente de Israel, Shimon Peres, deverá vir ao Brasil em novembro. A intensificação das relações entre os dois países começou nesta semana, com a vinda do ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, a primeira visita ao Brasil de um chanceler israelense em 22 anos.
  • Guila Flint: Israel exclui versão palestina para criação do país de livros escolares: O ministro da Educação de Israel, Gideon Saar, decidiu excluir a narrativa palestina sobre o conflito entre israelenses e palestinos do currículo escolar. De acordo com as instruções do ministro, a explicação sobre a Nakba (catástrofe), termo usado pelos palestinos para descrever a criação do Estado de Israel, será retirada dos livros escolares. O estudo da Nakba foi introduzido nas escolas árabes de Israel em 2007, durante o governo de Ehud Olmert, quando a ministra da Educação era Yuli Tamir, do Partido Trabalhista. Depois da vitória de Binyamin Netanyahu nas eleições de fevereiro, o político Gideon Saar, do partido de direita Likud, assumiu a pasta da Educação. "Não há razão alguma para que, no currículo escolar oficial do Estado de Israel, a criação do Estado seja apresentada como uma catástrofe", afirmou o ministro.
  • Premiê de Israel diz querer alcançar a paz com palestinos: O premiê de Israel, Binyamin Netanyahu, disse nesta quinta-feira que espera firmar a paz com os palestinos, mas não deu mais detalhes de como isso pode ser alcançado.
  • ONG acusa Israel de transformar Jerusalém Oriental em outra Hebron: A ONG israelense Ir Amim acusou nesta quinta-feira o governo de Israel de promover um processo de "hebronização" em Jerusalém Oriental ao apoiar os colonos que tentam expandir suas posições no bairro de Siloé.


BBC Brasil (23/07/2009)


Leia mais:


Veja mais:

23/07/2009

22/07/2009

Nenhum comentário: