Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Os palestinos com falta de representação e estratégia

Os artigos sobre Israel sempre atualizados você encontra aqui.



O Globo, Segundo Caderno, pág.1 (04/08/2009)



O Globo, Mundo, pág.25 (04/08/2009)


Vizinho indesejado

Pesquisa em Israel mostra apoio à emigração de árabes


Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Democracia de Israel divulgada ontem mostrou uma tendência hostil da população judaica de Israel em relação aos 20% de moradores árabes do país. Mais da metade (53%) dos judeus israelenses pesquisados defendeu que a população árabe seja estimulada a deixar suas casas e emigrar. A posição é especialmente forte entre judeus que imigraram recentemente de países que compunham a ex-União Soviética: 77% destes defendem estímulos para que árabes emigrem.


O levantamento, realizado em março com 1.191 pessoas, também mostrou que mais da metade defende que apenas cidadãos leais ao Estado deveriam se beneficiar dos direitos civis oferecidos pelo governo. O debate sobre este assunto ganhou força quando o ultranacionalista e hoje chanceler Avigdor Lieberman defendeu durante campanha eleitoral neste ano que cidadãos jurassem lealdade ao governo sob a pena de perderem sua cidadania. Críticos disseram que a proposta era destinada a árabes, parte deles alinhada com inimigos de Israel.


A pesquisa também mostrou um aumento do conservadorismo em relação à liberdade de se manifestar contra o Estado de Israel: 58% concordaram com a ideia de que fossem proibidas críticas duras. Em 2003, esse percentual era de 48%. A margem de erro da pesquisa é de 2,8 pontos percentuais.


Ontem, Lieberman respondeu ao pedido de indiciamento feito na véspera pela polícia de Israel e disse que renunciará ao cargo caso seja acusado formalmente por uma série de crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e recebimento de propina. Caberá à Procuradoria Geral analisar o relatório de policiais israelenses e decidir pelo indiciamento, o que pode levar meses para acontecer.


Ao todo, o chanceler, que nega as acusações, poderia pegar 31 anos de prisão.


— Se, depois da análise o procurador-geral decidir apresentar as acusações, sem dúvidas me demitirei — afirmou.



Reinaldo Azevedo (04/08/2009)


FSP (04/08/2009)


FSP online (04/08/2009)


Estadão (04/08/2009)


Terra (04/08/2009)


G1 (04/08/2009)


Último Segundo (04/08/2009)

  • Fatah inicia seu primeiro congresso em 20 anos: O partido Fatah, que controla a Autoridade Palestina, iniciou nesta terça-feira seu primeiro Congresso em 20 anos para renovar a direção de um partido minado pelas divisões internas e enfraquecido por sua derrota frente aos islamitas do Hamas em Gaza.


Uol Internacional / Mídia Global (04/08/2009)


Iton Gadol (04/08/2009)


Aurora (04/08/2009)


JB (03/08/2009)


GP (03/08/2009)


Leia mais:



Veja mais:

03/08/2009

02/08/2009

01/08/2009

Nenhum comentário: