Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Embaixador israelense a judeus: não ter medo do diálogo com Igreja


Os artigos sobre Estudos Judaicos e Israel sempre atualizados você encontra aqui.



O Globo (22/01/2010)

Al-Qaeda atrai islâmicos americanos: Nova preocupação dos EUA é com terroristas 'louros, de olhos azuis'


José Meirelles Passos


Depois de oito anos dedicados a averiguar de forma minuciosa os antecedentes de visitantes estrangeiros com perfil suspeito — basicamente os nativos de países do Oriente Médio — o governo dos Estados Unidos demonstra agora um temor a potenciais terroristas “louros, de olhos azuis” — admitiu Daniel Benjamin, o maior especialista do setor no Departamento de Estado.


Ele se referia especificamente a cidadãos americanos que se converteram ao islamismo e que, segundo investigações recentes, além de terem aderido a uma linha mais radical, têm visitado com frequência o Iêmen ou se mudaram para lá.


Esse pequeno país, na Península Arábica, voltou a abrigar os mais ativos campos de treinamento do grupo al-Qaeda, de Osama bin Laden.


Iêmen modifica sistema de emissão de visto de entrada

Por isso, dois dias atrás foi emitido discretamente um alerta às autoridades policiais e de imigração, sobre a “ameaça potencial de extremistas, portadores de passaportes dos EUA” virem a perpetrar atentados contra o seu próprio país.


— A presença de tais indivíduos no Iêmen é, obviamente, uma grande preocupação nossa, embora não possamos impedir que pessoas cruzem o oceano — disse Benjamin.


A nova preocupação americana foi revelada horas depois de a Comissão de Relações Exteriores do Senado ter emitido, na tarde de quarta-feira, um informe de 20 páginas revelando que — ao cumprirem pena ao longo do ano passado — pelo menos 36 presidiários americanos, que se converteram ao islamismo na prisão, foram para o Iêmen aparentemente para estudar árabe.


“Policiais e agentes de inteligência, que realizaram entrevistas em dezembro passado no Iêmen e outros países da região, nos disseram que alguns daqueles americanos desapareceram e são suspeitos de terem ido para campos de treinamento da al-Qaeda em áreas não controladas pelo governo daquele país”, diz um trecho do informe do Senado.


O documento registra, ainda, que outros 12 americanos mudaram-se para o Iêmen, “adotaram uma forma radical do islamismo, e se casaram com mulheres locais” — como forma de poder permanecer no país por tempo indeterminado.


Esse pequeno grupo também é suspeito de ter ligações com a al-Qaeda.


Diante do informe do Senado, o governo do Iêmen decidiu ontem suspender a emissão de vistos de entrada para estrangeiros à sua chegada no aeroporto internacional de Sanaa, a capital do país — como era feito há décadas. Isso agora só será possível em embaixadas iemenitas.


Essa medida vinha sido cogitada desde dezembro, depois que um nigeriano — treinado pela al-Qaeda no país — tentou explodir uma bomba num jato da Delta Airlines pouco antes de aterrissar em Detroit.

— Testemunhamos o reaparecimento da al-Qaeda na Península Arábica, tendo o Iêmen como principal campo de batalha e potencial base regional de operações, e onde a al-Qaeda pode planejar ataques, treinar recrutas e facilitar o movimento de militantes — disse Michael Leiter, diretor do Centro Nacional Antiterrorismo.

O informe do Senado contém uma outra constatação que, segundo as autoridades americanas, demandará a estruturação de uma nova estratégia de combate ao terrorismo: “Nos últimos oito anos a al-Qaeda evoluiu, transformando-se numa organização terrorista significativamente diferente daquela que perpetrou os ataques de 11 de setembro de 2001.”



FSP (22/01/2010)


FSP online (22/01/2010)


Estadão (22/01/2010)


ZH (22/01/2010)


Terra (22/01/2010)


G1 (22/01/2010)


Último Segundo (22/01/2010)

  • Mundo
  • Nahum Sirotsky (20/01/2010): As massas não esquecem promessas: Apesar de esforço diplomático, impasse prevalece no conflito entre Israel e os palestinos e o não cumprimento das promessas feitas em discurso no Cairo fazem com que frustração supere expectativas sobre Obama no Oriente Médio.


IHU (22/01/2010)

  • Oração causa alerta em avião nos EUA: Um judeu ortodoxo que orava com amuletos tradicionais causou pânico em um avião nos EUA. Temendo um atentado terrorista, o voo foi desviado e obrigado a aterrissar na Filadélfia. "Houve um mal-entendido entre a tripulação e o passageiro que levava objetos de culto e rezava em voz alta", disse uma fonte de segurança. A notícia é do jornal O Estado de S. Paulo, 22-01-2010.


Pletz (22/01/2010)


Uol Internacional / Mídia Global (22/01/2010)


Deutsche Welle (22/01/2010)


Aurora Digital (22/01/2010)


Zenit (21/01/2010)

  • Embaixador israelense a judeus: não ter medo do diálogo com Igreja: O embaixador de Israel na Santa Sé, Mordechay Lewy, publicou colunas de opinião nos números de janeiro e fevereiro da revista judaica italiana Pagine Ebraiche, divulgadas pelo L’Osservatore Romano, nas quais pede aos seus conterrâneos uma maior abertura ao diálogo com a Igreja Católica. Em ambas intervenções, o diplomata israelense lamenta que “sejam poucos os representantes do judaísmo realmente comprometidos no diálogo com os católicos” e reconhece que existe uma “assimetria” neste diálogo. Reconhece também que, apesar de que seu governo seja favorável “ao contínuo diálogo nos máximos níveis oficiais, entre o Rabinato Central de Israel e a Santa Sé continua havendo ceticismo por parte da principal corrente dos ortodoxos”. >>> Leia mais, clique aqui.
  • “Shoá por balas”: convite a difundir trabalhos do Pe. Desbois: É preciso dar a conhecer os trabalhos do Pe. Patrik Desbois sobre a “Shoá por balas”: este é um dos pontos da introdução da declaração conjunta do Grão-Rabinato de Israel e do Vaticano, divulgada ontem. A Comissão Bilateral da Santa Sé e do Grão-Rabinato de Israel celebrou seu nono encontro em Roma, de 17 a 20 de janeiro (Shvat, 2-5, 5770). >>> Leia mais, clique aqui.


CB (21/01/2010)


BBC Brasil (21/01/2010)


Leia mais:


Veja mais:

21/01/2010

20/01/2010

19/01/2010


Nenhum comentário: