Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

sábado, 15 de agosto de 2009

A ameaça invisível do terror cibernético


Os artigos sobre Israel sempre atualizados você encontra aqui.



Destaque 1

  • Youtube: Movie (Encontro Pletziano)


Destaque 2


Destaque 3


Destaque 4


Destaque 5

  • Deutsche Welle (14/08/2009): Uso da internet para propaganda neonazista preocupa autoridades alemãs: O extremismo de direita alemão tem uma presença cada vez mais agressiva na internet. Especialistas afirmam que há cerca de 1.800 sites em língua alemã administrados por neonazistas, com destaque crescente para o uso de plataformas da Web 2.0. Um exemplo é o portal de vídeos YouTube. Quem fizer uma busca usando típicas palavras-chave da cena neonazista alemã encontrará centenas de vídeos – muitos são de Horst Mahler, conhecido ideólogo da cena neonazista.

Neonazismo:


FSP (15/08/2009)

  • "Nunca faria isso de novo, coloquei os alunos em perigo": Professor americano que simulou um regime nazista na sala de aula fala à Folha sobre as consequências da lição. "A Onda", filme que estreia na próxima sexta no Brasil, transfere para a Alemanha o experimento que quase acabou em tragédia nos EUA. Seria possível um regime como o nazista emergir hoje, no Brasil ou em qualquer outro país democrático? Para provar que sim, um jovem professor americano usou como cobaia um grupo de adolescentes, em um experimento que quase acabou em tragédia, nos anos 60 -e é repetido no filme "A Onda", que estreia na próxima sexta e transporta o projeto para a Alemanha atual. O original aconteceu em Palo Alto, Califórnia, 1967. Em uma aula de história, um estudante questionou a responsabilidade do povo alemão pelas ações do Terceiro Reich. O professor fez uma pequena simulação para que os estudantes entendessem o que é ter que seguir as instruções de um líder.
  • Análise: Afinal, de onde vem a onda?: "A Onda" visa mostrar que transformar uma classe de alunos adolescentes em grupo organizado com práticas totalitárias não é algo assim tão complicado. Baseado em fato real que ocorreu em uma escola norte-americana nos anos 60, o filme transplanta a situação para a Alemanha contemporânea.


FSP online (15/08/2009)


Estadão (15/08/2009)


CB (15/08/2009)


GP (15/08/2009)


Terra (15/08/2009)


G1 (15/08/2009)


Último Segundo (15/08/2009)


Uol Internacional / Mídia Global (15/08/2009)


Aurora (15/08/2009)


Leia mais:


Veja mais:

14/08/2009

13/08/2009

Nenhum comentário: