Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (101) .... A recaída do Itamaraty em Gaza (Sérgio Malbergier)

Reinaldo Azevedo

FSP online

Israel e Hamas usam sites de vídeos para fazer propaganda durante conflito

FSP online – Informática, em 12/01/2009


A guerra entre Israel e o movimento islâmico radical Hamas ganha força na internet. No YouTube, o exército israelense mostra sua luta contra os "terroristas" do Hamas, que respondem no portal de divulgação de vídeos PalTube, denunciando os "massacres" cometidos pelas tropas israelenses em Gaza.


Em um conflito que jornalistas estrangeiros não podem mais cobrir da faixa de Gaza devido à negativa de Israel em autorizá-los a entrar no território, o controle das imagens e mensagens é tão importante quanto as operações militares.


Do lado israelense, a rede do Exército denuncia no YouTube (www.youtube.com/user/idfnadesk), por meio de porta-vozes e imagens aéreas, que o Hamas é uma "organização terrorista" que usa civis como "escudos humanos" e usa as mesquitas para armazenar armas.


Já o PalTube (www.palutube.com), cujo servidor fica em Moscou, é usado pelo Hamas para denunciar o "holocausto sionista em Gaza" e fazer apologia ao braço armado do movimento islâmico, as Brigadas Ezzedine al Qassam. Também é possível assistir a transmissões ao vivo da rede Al Quds, ligada ao Hamas, cuja base fica em Beirute.


"O inimigo será derrotado e se retirará", diz o PalTube, que funciona de forma similar ao YouTube. Um dos vídeos mostra um membro do Hamas lendo seu testamento, antes de seguir para o combate em Gaza.


"Serei, se Deus quiser, o mártir Abdel Karim Said Wahba, da cidade de Lod, habitante do campo de refugiados de Nusseirat" (centro de Gaza), declara o homem, que exibe um lançador de foguetes e um fuzil de assalto com a bandeira verde do grupo radical ao fundo.


Outro vídeo, postado por um usuário chamado "Al Qanas" (o franco-atirador), mostra disparos de foguetes contra Israel em imagens tiradas do canal oficial do Hamas, a TV Al Aqsa.


A rede do exército israelense no YouTube é mais sóbria. Além dos porta-vozes que justificam seus ataques contra o Hamas, um vídeo mostra documentos do grupo radical islâmico encontrados por soldados em uma missão no norte de Gaza.


"Recorremos a uma plataforma muito popular para explicar as posições do Exército para o mundo e ilustrar as práticas dos terroristas do Hamas, que usam civis como escudos humanos", indica o capitão Ishai David, um dos porta-vozes das forças israelenses. Em duas semanas, o vídeo foi visto 1,4 milhão de vezes.


Segundo Jerome Bourdon, sociólogo e membro do departamento de Comunicação da Universidade de Tel Aviv, Israel e Hamas usam "um meio muito moderno para, no fim das contas, aplicar uma estratégia clássica -- a propaganda".


"É um fenômeno no auge. Todo mundo, inclusive instituições mais conservadoras, pensam no YouTube", disse. Segundo ele, o uso desse tipo de site "permite, dos dois lados, mobilizar as tropas e aumentar seu moral".


Sérgio Malbergier: A recaída do Itamaraty em Gaza

FSP online, em 12/01/2009.


A iniciativa brasileira de enviar o chanceler Celso Amorim ao Oriente Médio para tentar contribuir na busca de uma solução pacífica para o conflito palestino-israelense merece apoio pelo nobre objetivo manifesto.


Mas a posição brasileira até aqui em nada indica essa busca de equilíbrio, muito pelo contrário, o que reduz nossa capacidade de obter voz de fato relevante na busca da paz.


A começar pela postura brasileira no notório Conselho de Direitos Humanos da ONU, dominado por ditaduras africanas e árabes, bastião de um anti-sionismo obsessivo enquanto ignora ou apazigua ditaduras brutais ao redor do planeta, um constrangimento para a própria ONU.


O Brasil votou nesta segunda-feira a favor de uma proposta condenando de forma veemente Israel pela lamentável morte de civis em sua guerra contra o grupo terrorista palestino Hamas. Os países da União Europeia, Japão e Coreia do Sul se abstiveram, e o Canadá? votou contra o projeto, sancionado por 33 votos a favor, 13 abstenções e um voto contrário.


Mas, no mesmo conselho, o Brasil tomou uma posição bastante diferente em relação ao Sudão, num claro sinal de dois pesos, duas medidas, já visto também na tolerância brasileira com os abusos dos direitos humanos em Cuba e na China, entre outros.


Desde 2004 os rebeldes da região de Darfur, no oeste sudanês, são massacrados por tropas de Cartum e seus aliados, a milícia árabe local (os janjaweed). A conta de mortos chega a 200 mil, repito, 200 mil, além de cerca de 2 milhões de refugiados que relatam massacres e estupros em massa.


Pois o Brasil manteve uma posição de tolerância com o governo sudanês que contraria a defesa do 'desequilíbrio' feita agora pelo Itamaraty em relação a Israel.


Em dezembro de 2006, por exemplo, o Brasil se absteve de uma votação no mesmo conselho de direitos humanos da ONU que pedia ações mais duras contra a liderança sudanesa, derrotada por 22 votos a 20. O que levou a Humans Right Watch a criticar Brasília: 'A recusa do Brasil em apoiar uma forte resposta da ONU às atrocidades em Darfur foi um ato de insensibilidade e indiferença', disse então o diretor da HRW para a América Latina, José Miguel Vivanco.


Na época, o Itamaraty justificou seu vergonhoso ato como forma de buscar um "consenso eficaz" sobre Darfur, o que até hoje não ocorreu, com a miséria e a morte tão presentes na região quanto em 2006.


Já neste último e triste capítulo da luta entre Israel e palestinos, as declarações do chanceler Amorim e daquela sombra sobre a política externa brasileira, o assessor presidencial Marco Aurélio Garcia, estão muito longe da busca do tal 'consenso eficaz'.


Amorim, por exemplo, ao negar que a Chancelaria brasileira estivesse apoiando só os palestinos no conflito, ressalvou: "Hoje, nós temos uma posição muito equilibrada. Só que, quando há uma ação desequilibrada, você não pode nos exigir uma posição equilibrada'. Está lançada a nova 'doutrina do desequilíbrio"!


O dinossauro Marco Aurélio, cuja lista de gafes e equívocos daria uma Wikipédia própria, foi ainda mais longe, chamando as ações de Israel de "terrorismo de Estado".


E o PT de Lula e Marco Aurélio foi ainda mais longe do longe ao chamar a ação israelense contra os foguetes disparados pelo Hamas contra seu território de "uma prática típica do Exército nazista" (se eu fosse petista como a Clara Ant, rasgaria minha filiação).


Na semana passada, o ministro iraniano Mohammad Abbasi esteve em Brasília, onde se reuniu com o indefectível Marco Aurélio (nova entrada para sua Wikipédia pessoal). Saiu dizendo que posições em comum entre Brasil e Irã devem impulsionar uma união entre os dois países para o cumprimento de metas em relação ao conflito em Gaza e Israel.


Importante lembrar que o Irã arma e instiga o Hamas a lançar sua guerra suicida contra Israel e é presidido por Mahmoud Ahmedinejad, aquele que defende literalmente varrer Israel do mapa e busca ativamente, com pouca resistência global e nenhuma do Brasil, obter uma bomba atômica.


Importante também lembrar que o Brasil já convidou Ahmedinejad, pária em várias capitais do Ocidente e aliado íntimo de líderes autoritários como Hugo Chávez e Robert Mugabe, a visitar o país neste ano.


Que o Brasil busque o diálogo com a maior gama possível de lideranças para impulsionar o entendimento global parece objetivo louvável de nossa diplomacia. Mas vamos abortar logo a "doutrina do desequilíbrio" de Amorim e seu "humanismo" seletivo para que nossa política externa não se torne mera apaziguadora de ditadores belicosos em troca de contratos lucrativos ou mero eco de ideologias ultrapassadas, como o terceiro-mundismo e o esquerdismo primário e maniqueísta.


O histórico do Itamaraty tem algumas manchas de arrepiar os que se preocupam agora com um equilíbrio mínimo da posição brasileira diante de Israel e dos judeus, entre elas:


1 - O voto em 1975 (ditadura Geisel) a favor da moção da Assembleia Geral da ONU afirmando que o sionismo é racismo (depois derrubado, com o arrependido voto brasileiro, em 1991).


2 - As políticas discriminatórias antijudaicas da Chancelaria brasileira durante a era Vargas muito bem retratadas pela historiadora Maria Luiza Tucci Carneiro no clássico "O Anti-semitismo na Era Vargas".


Que Lula e Amorim nos livrem desse triste caminho unilateral e preconceituoso e encontrem de fato formas de aproximar israelenses e palestinos da paz. Será muito bom para a região e para a nossa política externa.


Estadão

JB online

O Globo online

G1

Jornal Nacional

CBN

BBC Brasil

Aurora

Veja mais:

12/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (100) ....Dê a Israel uma oportunidade (Rafael L. Bardají)

Israel x Gaza x Oriente Médio (99) .... Gaza: hora de golpear o terrorismo (Gustavo Ioschpe)

Israel x Gaza x Oriente Médio (98) .... Fisk como exemplo de isenção? Chamem o chefão do Hamas!!!!

Israel x Gaza x Oriente Médio (97) .... O Outro Lado da Guerra (Comunidade na TV)

Israel x Gaza x Oriente Médio (96) .... Dez teses sobre o ódio

Israel x Gaza x Oriente Médio (95) .... Aos poucos, aparecem os métodos e tramóias do Hamas

Israel x Gaza x Oriente Médio (94) .... Suicidas e antissemitas

11/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (93) .... Árabes e judeus que vivem no Brasil falam sobre o conflito e brasileiros vivem drama no Oriente Médio

Israel x Gaza x Oriente Médio (92) .... Analistas veem limitação em gestões do Brasil na região

Israel x Gaza x Oriente Médio (91) .... "A opinião mundial não nos salvará"

Israel x Gaza x Oriente Médio (90) .... Truth or propaganda?

Israel x Gaza x Oriente Médio (89) .... A Paz cansada de guerra

Israel x Gaza x Oriente Médio (88) .... Hitler and the Hamas in Gaza: Find the differences

Israel x Gaza x Oriente Médio (87) .... Israel pode, sim, vencer desta vez

10/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (86) .... "Os terroristas preferem o amor à guerra" (Hã??? Jura????!!!!!)

Israel x Gaza x Oriente Médio (85) ....Como ocorre o confronto em Gaza – do lado israelense e do lado do Hamas

Israel x Gaza x Oriente Médio (84) .... Israel não pode (e não vai) perder a guerra contra as forças da intolerância religiosa

Israel x Gaza x Oriente Médio (83) .... Militantes de Hamas e Fatah entram em choque

Israel x Gaza x Oriente Médio (82) ....Conflito é um beco com saída para a paz

Israel x Gaza x Oriente Médio (81) ....Crianças como escudos humanos

09/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (80) ....Leitores de Emir Sader acham que Hitler foi bonzinho e humano com os judeus

Israel x Gaza x Oriente Médio (79) ....Fundamentalismos

Israel x Gaza x Oriente Médio (78) .... A paz entre árabes e judeus no Rio

Israel x Gaza x Oriente Médio (77) ....Você é judeu? Então eu sou judeu

Israel x Gaza x Oriente Médio (76) .... O conflito do Hamas em cores (Giora Becher)

Israel x Gaza x Oriente Médio (75) ....Shimon Peres: 'O mundo, no fim, nos agradecerá'

Israel x Gaza x Oriente Médio (74) ....Intolerância e ódio (Bernardo Sorj)

Israel x Gaza x Oriente Médio (73) .... A guerra em Gaza em debate

Israel x Gaza x Oriente Médio (72) ....Resposta pública da FIERJ a situação atual

Israel x Gaza x Oriente Médio (71) ....Parcerias entre o Brasil e Oriente Médio (2006-2009)

08/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (70) .... Isso não é uma foto, é uma vigarice ultrajante

Israel x Gaza x Oriente Médio (69) .... Life must go on in Gaza and Sderot

Israel x Gaza x Oriente Médio (68) .... Quem é quem manda no Oriente Médio?

Israel x Gaza x Oriente Médio (67) .... Nota do PT sobre Israel: A Hitler o que é de Hitler

Israel x Gaza x Oriente Médio (66) ....Questão da 2ª fase da Fuvest aborda conflito entre Israel e palestinos

07/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (65) ....Soldados treinaram antes em cidade simulada no sul

Israel x Gaza x Oriente Médio (64) .... Qual é a melhor proporcionalidade? A absoluta. Então...

Israel x Gaza x Oriente Médio (63) .... Israel revida críticas do Vaticano que comparam Gaza a campo de concentração

Israel x Gaza x Oriente Médio (62) ....La comunidad judía de Brasil apoya a Israel desde los medios de comunicación

Israel x Gaza x Oriente Médio (61) .... Treinamento militar para crianças?

Israel x Gaza x Oriente Médio (60) .... Chávez, um verdadeiro humanista (???!!!!???)

Israel x Gaza x Oriente Médio (59) ....Israel luta por futuro de sua existência; Palestinos, para existir no presente

Israel x Gaza x Oriente Médio (58) .... A nota da “OLPT” / A carne barata das crianças palestinas / Mudar as palavras

Israel x Gaza x Oriente Médio (57) ....Como definir o que são alvos válidos?

Israel x Gaza x Oriente Médio (56) .... Israel querer sobreviver é proporcional

Israel x Gaza x Oriente Médio (55) .... Porque Israel está atacando o Hamas?

06/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (54) .... Violência ou diálogo? - Reflexões psicanalíticas sobre terror e terrorismo

Israel x Gaza x Oriente Médio (53) .... Batalha urbana começa

Israel x Gaza x Oriente Médio (52) .... Malbergier: As barbaridades sobre Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (51) .... Bernardo Sorj: Oriente Médio: o caminho da paz não passa pelo maniqueísmo

05/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (50) ....Reportagens no JN (05/01/2009)

Israel x Gaza x Oriente Médio (49) ....E Israel entrou com as tropas em Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (48) ....Negociar? Com quem? e ainda Palestinian legal adviser gets owned by Fox

Israel x Gaza x Oriente Médio (47) ....Gaza in Jewish History

Israel x Gaza x Oriente Médio (46) ....A batalha da desinformação

Israel x Gaza x Oriente Médio (45) ....Ações são recomendáveis (A.Dershowitz) e Fuvest aborda conflito no Oriente Médio

Israel x Gaza x Oriente Médio (44) .... Sim ou não à existência de Israel? Essa é a primeira questão. Eu digo “sim”

Israel x Gaza x Oriente Médio (43) .... Gaza: Israel sitia a capital

Israel x Gaza x Oriente Médio (42) .... Shalem Scholars Provide Analysis, Commentary on War in Gaza (The Shalem Center)

Israel x Gaza x Oriente Médio (41) .... What Really Happened In The Middle East - Terrorism Awareness Project

Israel x Gaza x Oriente Médio (40) ....Israel quer controlar cidades-chave em Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (39) ....Israel divide Gaza em duas partes

Israel x Gaza x Oriente Médio (38) .... Brasileiros vivem no meio do conflito na Faixa de Gaza

04/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (37) ....Israel, Hamas, and moral idiocy by Alan Dershowitz

Israel x Gaza x Oriente Médio (36) .... Can the Jewish People Survive Without an Enemy?

Israel x Gaza x Oriente Médio (35) ....Israel's Policy Is Perfectly 'Proportionate' by Alan Dershowitz

Israel x Gaza x Oriente Médio (34) ....A bomba demográfica que assusta Israel

03/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (33) .... Sorte, isso mesmo, pode definir destino da operação em Gaza, diz historiador israelense

Israel x Gaza x Oriente Médio (32) ....Começa o ataque terrestre a Gaza, diz jornal israelense

Israel x Gaza x Oriente Médio (31) .... E a guerra chega ao oitavo dia...Até qdo?

Israel x Gaza x Oriente Médio (30)....Leituras e Notícias

Israel x Gaza x Oriente Médio (29) ....Sugestões de publicações

Israel x Gaza x Oriente Médio (28) ....Trabalhos acadêmicos

02/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (27) ....Mais sobre a manifestação na Avenida Paulista

Israel x Gaza x Oriente Médio (26) ....Es-Israel.Org

Israel x Gaza x Oriente Médio (25) .... Manifestação na Avenida Paulista por guerra em Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (24)....A guerra continua e a mídia corre atrás....

Israel x Gaza x Oriente Médio (23)....A guerra continua: uma sexta-feira nada santa

Israel x Gaza x Oriente Médio (22).... E no sétimo dia não há descanso, a guerra continua

Israel x Gaza x Oriente Médio (21).... Vídeos: Foguetes em Sderot

01/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (20)...Mais ataques...foguetes...protestos

Israel x Gaza x Oriente Médio (19)....Mais foguetes em Israel....Saramago e Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (18) ....Mídia?! Então o que realmente deve ser feito?

Israel x Gaza x Oriente Médio (17)....Chuva de foguetes em Israel

31/12/2008

Israel x Gaza x Oriente Médio (16)...Brasília: protesto contra ataques à Faixa de Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (15)....Palestinos: Manifestação termina em confusão em Brasília

Israel x Gaza x Oriente Médio (14) .... Paz na região ficou mais distante

Israel x Gaza x Oriente Médio (13) .... Palestian Media Watch

Israel x Gaza x Oriente Médio (12) .... Israel exibe no YouTube as imagens de ataques

Israel x Gaza x Oriente Médio (11)...15 segundos (vídeo)

Israel x Gaza x Oriente Médio (10)

Israel x Gaza x Oriente Médio (9)

Israel x Gaza x Oriente Médio (8)

Israel x Gaza x Oriente Médio (7) .... Mais mídia e ainda "Ashkelon hospital moves its essential departments underground"

30/12/2008

Israel x Gaza x Oriente Médio (6)

Israel x Gaza x Oriente Médio (5)

Israel x Gaza x Oriente Médio (4)

29/12/2008

Israel x Gaza x Oriente Médio (3)

Israel x Gaza x Oriente Médio (2) ... O conflito e a Mídia

Israel x Gaza x Oriente Médio (1)....Panorama do OM e primeiras manifestações do conflito na mídia

Israel x Gaza (Vídeos)

Comerciais do Hamas 24-28 dezembro de 2008

Chanceler alemã responsabiliza Hamas por ofensiva israelense

Faixa de Gaza: Mortos em ataques passam de 300

Enough Is Enough

Israel expande ataque a Gaza

28/12/2008

Israel mata 225 em Gaza

Israel X Gaza (Panorama em 28/12/2008)

22/12/2008

Israel e Hamas engrossam o discurso e tensão aumenta no Oriente Médio: Hamas já lançou mais de 60 foguetes contra Israel em quatro dias. Governo israelense avisou a ONU que irá responder ataques. >>> Leia mais em G1, em 22/12/2008.

Nenhum comentário: