Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (106) .... Divisões no Hamas e em Israel levam ofensiva a impasse

FSP, em 13/01/2009.

Divisões no Hamas e em Israel levam ofensiva a impasse

Negociações diplomáticas conduzidas no Egito estão travadas pela dificuldade de grupo islâmico em consolidar uma só voz


Enquanto bombardeio aéreo continua, Exército israelense aguarda ordem de gabinete, dividido entre trégua e escalada de ataque


MARCELO NINIO

ENVIADO ESPECIAL A JERUSALÉM


Com as negociações em torno de um cessar-fogo emperradas, a ofensiva de Israel contra o grupo islâmico Hamas completa hoje 18 dias em compasso de espera. Embora os bombardeios a Gaza sigam intensos, o Exército desacelera o avanço da infantaria à espera de um sinal do governo, que está dividido entre estabelecer uma trégua ou ampliar a invasão.


A expectativa é a de que se aproxima um momento de decisão, à medida que cresce a pressão internacional pela crise humanitária e o grande número de baixas civis entre os mais de 900 mortos em Gaza. Treze israelenses já morreram desde o início da operação.


Enquanto forças israelenses avançam lentamente em direção ao núcleo urbano da Cidade de Gaza, o futuro da operação militar permanece indefinido no meio de um imprevisível emaranhado político, que inclui as divisões israelenses, as limitações da diplomacia e a fragmentação do Hamas.


Em uma rara aparição pública, um dos principais líderes do grupo fundamentalista na faixa de Gaza, Ismail Haniyeh, fez um pronunciamento dúbio, que refletiu o dilema que o Hamas vive à medida em que aumenta a destruição causada pela ofensiva israelense.


"Gaza não irá sucumbir, nossa vitória sobre os sionistas está próxima", disse Haniyeh. "Nosso destino está nas mãos de Deus. Que poder os filhos de Sion podem ter contra Ele? Deus lançará sua vingança."


Ao mesmo tempo, Haniyeh, que exercia o cargo de primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP) até junho de 2007 e é um dos principais nomes da ala moderada do Hamas, disse que o grupo está disposto a cooperar com os esforços diplomáticos para estabelecer um cessar-fogo.


Influência síria

Entretanto, as negociações conduzidas no Egito ainda não conseguiram superar os inúmeros obstáculos políticos no caminho de um acordo que permita estabelecer uma trégua sustentável. Um deles é justamente a dificuldade do Hamas em se apresentar com uma única voz.


No domingo, dois dias depois de Israel rejeitar a resolução da ONU pedindo um cessar-fogo imediato, o principal líder do Hamas no exílio, Khaled Meshaal, também rejeitou a iniciativa. De acordo com analistas, por trás da rejeição está a Síria, onde Meshaal vive e cujo governo é uma das principais bases de apoio político, financeiro e militar do Hamas.


Assim que o Conselho de Segurança da ONU aprovou o pedido de cessar-fogo, o jornal oficial sírio "Tishrin" criticou duramente a resolução, afirmando que ela atendia a todos os interesses de Israel e a nenhum dos palestinos.
Para o especialista em assuntos palestinos Avraham Sela, da Universidade de Jerusalém, as vozes do Hamas que ecoam de Damasco têm um peso óbvio do governo sírio. "São líderes que vivem em Damasco e são muito influenciados pelas opiniões da Síria e do Irã, até porque grande parte de seus recursos financeiros e militares vêm desses países", afirma.


Mas, após mais de duas semanas de bombardeios, em que a infraestrutura de poder do Hamas foi reduzida a ruínas e seus líderes vivem escondidos em bunkers ou túneis, o processo de tomada de decisões do grupo tornou-se um mistério até para aqueles que acompanham o dia-a-dia de Gaza.


"Não tenho a menor ideia de quem manda no Hamas hoje em dia", disse à Folha por telefone Samir Abu Shamala, da TV Al Jazeera, um dos poucos jornalistas que cobrem a ofensiva israelense de dentro de Gaza. "Recebemos mensagens de porta-vozes do grupo, mas elas são cada vez mais raras."


Divisão israelense

Mesmo que houvesse uma definição clara na hierarquia do Hamas, um acordo de cessar-fogo não seria obtido facilmente no lado israelense. A imprensa do país tem reportado diariamente as divisões no gabinete de segurança sobre a melhor forma de alcançar os objetivos da operação.


O desacordo se estende à chamada "troika", formada pelos comandantes políticos da ofensiva a Gaza: o primeiro-ministro Ehud Olmert, o ministro da Defesa, Ehud Barak, e a ministra das Relações Exteriores, Tzipi Livni. Segundo os jornais, Barak e Livni, rivais na corrida para suceder Olmert na eleição marcada para 10 fevereiro, acham que é hora de parar os ataques e colher os frutos estratégicos e políticos.


Olmert prefere continuar. Ontem ele reiterou que a guerra só terminará quando o Hamas parar de disparar foguetes contra Israel -ontem foram 20- e os túneis na fronteira com o Egito que servem para o contrabando de armas forem destruídos.


Para Amorim, críticas são falta de autoestima

Chanceler defende papel do Brasil na mediação


DO ENVIADO A JERUSALÉM

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, defendeu ontem a relevância de sua viagem ao Oriente Médio, destinada a oferecer apoio a um cessar-fogo na faixa de Gaza, e classificou as críticas que recebeu como um sintoma da baixa autoestima dos brasileiros.


Amorim disse que ele "e grande parte do mundo" discordam dos comentários feitos por seus antecessores Celso Lafer e Luiz Felipe Lampreia, que questionaram a capacidade de o Brasil ter influência na busca de uma solução para o conflito.


"Só quem não acredita no Brasil são os brasileiros. Isso se passava antes da Copa de 58, como dizia o Nelson Rodrigues", comparou Amorim. "No futebol nós superamos essa síndrome. Na política e no comércio internacional não."


O périplo de Amorim começou no domingo em Damasco, onde ele se reuniu com o presidente sírio, Bashar Assad. A Síria é uma das bases de apoio do grupo extremista Hamas, alvo da ação israelense em Gaza, e residência de um de seus principais líderes, Khaled Meshaal.


Amorim não deixou claro se estaria disposto a falar com o Hamas, mas disse que conversou com Assad sobre o grupo. "Conversei com o governo sírio e a minha sensação é que a Síria tem interesse no processo de paz e sente a necessidade de uma interlocução internacional mais ampla", disse.


De Damasco ele seguiu para Jerusalém -como ambas estão em estado de guerra, o avião da FAB teve de pousar antes em Amã. No encontro com a chanceler israelense, Tzipi Livni, Amorim foi indagado sobre a nota do PT comparando a ação em Gaza a métodos nazistas.


"Eu disse a ela que só posso ser responsável pelas notas de cuja redação participo", contou o ministro.

Ontem, cerca de 50 pessoas se reuniram em frente à Embaixada do Brasil em Tel Aviv para protestar contra a nota, em ato organizado pela comunidade brasileira local.


Em entrevista a jornalistas brasileiros em Jerusalém, Amorim defendeu a relevância de sua missão, mencionando que foi incentivado por vários países e que foi muito bem recebido na Síria, em Israel e na cidade palestina de Ramallah.


Ele evitou usar a palavra "neutro" para definir a atuação do Brasil -"parece que não estamos ligando para nada"- mas ressaltou que fatores como não ter sido uma potência colonial, ser um exemplo de convivência pacífica entre judeus e árabes e ter presença em todos os foros internacionais credenciam o país como interlocutor.


"Não tenho ilusões de que estamos aqui para resolver um problema que ninguém resolveu. Mas fazemos parte de um conjunto de esforços da comunidade internacional", disse Amorim. "A comunidade internacional não pode ser só EUA e União Europeia."


De Israel Amorim seguiu para a Jordânia, de onde partiu um carregamento de ajuda humanitária do Brasil para Gaza, e para o Egito, última escala da viagem. (MARCELO NINIO)


No rádio, Lula volta a defender retomada de grupo de Annapolis

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu ontem que forças políticas com influência no Hamas participem do processo de negociação pelo fim do conflito na faixa de Gaza. Ele reafirmou, ainda, a necessidade de criação de um Estado palestino, dizendo que "o povo palestino merece essa chance."


"É plenamente possível a existência de dois Estados, e eu acho que o povo palestino merece essa chance.


Precisamos detectar quem quer os conflitos, colocar essas pessoas numa mesa de negociação, junto com as forças políticas que têm influência na Autoridade Palestina, no Hamas, e no povo de Israel, para que a gente possa começar uma conversação", disse no seu programa semanal de rádio "Café com o Presidente".


Lula cobrou mais ação da ONU (Organização das Nações Unidas) na mediação de um acordo. O governo de Israel e o Hamas rechaçaram, na semana passada, resolução do Conselho de Segurança da organização pelo cessar-fogo em Gaza.


"A ONU precisa exercer papel importante. A decisão do Conselho de Segurança de definir a necessidade de acordo de paz é importante que seja respeitada, tanto pelo lado palestino quanto pelo lado de Israel", afirmou Lula.


Para a criação do Estado palestino, Lula sugeriu a volta das negociações de 2007 na Conferência de Annapolis (EUA), reunião que marcou a estreia da diplomacia brasileira nas discussões sobre a paz entre israelenses e palestinos.


"Estou defendendo que a gente reagrupe aquele grupo de Annapolis, que se reuniu e de que participam vários países, além dos Estados Unidos e do Conselho de Segurança, para que a gente possa encontrar um caminho", disse Lula.


Aurora


Veja mais:

13/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (105) .... Como medir proporção?

Israel x Gaza x Oriente Médio (104) .... O que pode e o que não pode (Reinaldo Azevedo)

Israel x Gaza x Oriente Médio (103) .... As motivações de Israel para a guerra (Ely Karmon)

12/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (102) .... Lanzan bomba incendiaria contra Asociación Cultural Israelita en Uruguay

Israel x Gaza x Oriente Médio (101) .... A recaída do Itamaraty em Gaza (Sérgio Malbergier)

Israel x Gaza x Oriente Médio (100) ....Dê a Israel uma oportunidade (Rafael L. Bardají)

Israel x Gaza x Oriente Médio (99) .... Gaza: hora de golpear o terrorismo (Gustavo Ioschpe)

Israel x Gaza x Oriente Médio (98) .... Fisk como exemplo de isenção? Chamem o chefão do Hamas!!!!

Israel x Gaza x Oriente Médio (97) .... O Outro Lado da Guerra (Comunidade na TV)

Israel x Gaza x Oriente Médio (96) .... Dez teses sobre o ódio

Israel x Gaza x Oriente Médio (95) .... Aos poucos, aparecem os métodos e tramóias do Hamas

Israel x Gaza x Oriente Médio (94) .... Suicidas e antissemitas

11/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (93) .... Árabes e judeus que vivem no Brasil falam sobre o conflito e brasileiros vivem drama no Oriente Médio

Israel x Gaza x Oriente Médio (92) .... Analistas veem limitação em gestões do Brasil na região

Israel x Gaza x Oriente Médio (91) .... "A opinião mundial não nos salvará"

Israel x Gaza x Oriente Médio (90) .... Truth or propaganda?

Israel x Gaza x Oriente Médio (89) .... A Paz cansada de guerra

Israel x Gaza x Oriente Médio (88) .... Hitler and the Hamas in Gaza: Find the differences

Israel x Gaza x Oriente Médio (87) .... Israel pode, sim, vencer desta vez

10/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (86) .... "Os terroristas preferem o amor à guerra" (Hã??? Jura????!!!!!)

Israel x Gaza x Oriente Médio (85) ....Como ocorre o confronto em Gaza – do lado israelense e do lado do Hamas

Israel x Gaza x Oriente Médio (84) .... Israel não pode (e não vai) perder a guerra contra as forças da intolerância religiosa

Israel x Gaza x Oriente Médio (83) .... Militantes de Hamas e Fatah entram em choque

Israel x Gaza x Oriente Médio (82) ....Conflito é um beco com saída para a paz

Israel x Gaza x Oriente Médio (81) ....Crianças como escudos humanos

09/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (80) ....Leitores de Emir Sader acham que Hitler foi bonzinho e humano com os judeus

Israel x Gaza x Oriente Médio (79) ....Fundamentalismos

Israel x Gaza x Oriente Médio (78) .... A paz entre árabes e judeus no Rio

Israel x Gaza x Oriente Médio (77) ....Você é judeu? Então eu sou judeu

Israel x Gaza x Oriente Médio (76) .... O conflito do Hamas em cores (Giora Becher)

Israel x Gaza x Oriente Médio (75) ....Shimon Peres: 'O mundo, no fim, nos agradecerá'

Israel x Gaza x Oriente Médio (74) ....Intolerância e ódio (Bernardo Sorj)

Israel x Gaza x Oriente Médio (73) .... A guerra em Gaza em debate

Israel x Gaza x Oriente Médio (72) ....Resposta pública da FIERJ a situação atual

Israel x Gaza x Oriente Médio (71) ....Parcerias entre o Brasil e Oriente Médio (2006-2009)

08/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (70) .... Isso não é uma foto, é uma vigarice ultrajante

Israel x Gaza x Oriente Médio (69) .... Life must go on in Gaza and Sderot

Israel x Gaza x Oriente Médio (68) .... Quem é quem manda no Oriente Médio?

Israel x Gaza x Oriente Médio (67) .... Nota do PT sobre Israel: A Hitler o que é de Hitler

Israel x Gaza x Oriente Médio (66) ....Questão da 2ª fase da Fuvest aborda conflito entre Israel e palestinos

07/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (65) ....Soldados treinaram antes em cidade simulada no sul

Israel x Gaza x Oriente Médio (64) .... Qual é a melhor proporcionalidade? A absoluta. Então...

Israel x Gaza x Oriente Médio (63) .... Israel revida críticas do Vaticano que comparam Gaza a campo de concentração

Israel x Gaza x Oriente Médio (62) ....La comunidad judía de Brasil apoya a Israel desde los medios de comunicación

Israel x Gaza x Oriente Médio (61) .... Treinamento militar para crianças?

Israel x Gaza x Oriente Médio (60) .... Chávez, um verdadeiro humanista (???!!!!???)

Israel x Gaza x Oriente Médio (59) ....Israel luta por futuro de sua existência; Palestinos, para existir no presente

Israel x Gaza x Oriente Médio (58) .... A nota da “OLPT” / A carne barata das crianças palestinas / Mudar as palavras

Israel x Gaza x Oriente Médio (57) ....Como definir o que são alvos válidos?

Israel x Gaza x Oriente Médio (56) .... Israel querer sobreviver é proporcional

Israel x Gaza x Oriente Médio (55) .... Porque Israel está atacando o Hamas?

06/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (54) .... Violência ou diálogo? - Reflexões psicanalíticas sobre terror e terrorismo

Israel x Gaza x Oriente Médio (53) .... Batalha urbana começa

Israel x Gaza x Oriente Médio (52) .... Malbergier: As barbaridades sobre Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (51) .... Bernardo Sorj: Oriente Médio: o caminho da paz não passa pelo maniqueísmo

05/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (50) ....Reportagens no JN (05/01/2009)

Israel x Gaza x Oriente Médio (49) ....E Israel entrou com as tropas em Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (48) ....Negociar? Com quem? e ainda Palestinian legal adviser gets owned by Fox

Israel x Gaza x Oriente Médio (47) ....Gaza in Jewish History

Israel x Gaza x Oriente Médio (46) ....A batalha da desinformação

Israel x Gaza x Oriente Médio (45) ....Ações são recomendáveis (A.Dershowitz) e Fuvest aborda conflito no Oriente Médio

Israel x Gaza x Oriente Médio (44) .... Sim ou não à existência de Israel? Essa é a primeira questão. Eu digo “sim”

Israel x Gaza x Oriente Médio (43) .... Gaza: Israel sitia a capital

Israel x Gaza x Oriente Médio (42) .... Shalem Scholars Provide Analysis, Commentary on War in Gaza (The Shalem Center)

Israel x Gaza x Oriente Médio (41) .... What Really Happened In The Middle East - Terrorism Awareness Project

Israel x Gaza x Oriente Médio (40) ....Israel quer controlar cidades-chave em Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (39) ....Israel divide Gaza em duas partes

Israel x Gaza x Oriente Médio (38) .... Brasileiros vivem no meio do conflito na Faixa de Gaza

04/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (37) ....Israel, Hamas, and moral idiocy by Alan Dershowitz

Israel x Gaza x Oriente Médio (36) .... Can the Jewish People Survive Without an Enemy?

Israel x Gaza x Oriente Médio (35) ....Israel's Policy Is Perfectly 'Proportionate' by Alan Dershowitz

Israel x Gaza x Oriente Médio (34) ....A bomba demográfica que assusta Israel

03/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (33) .... Sorte, isso mesmo, pode definir destino da operação em Gaza, diz historiador israelense

Israel x Gaza x Oriente Médio (32) ....Começa o ataque terrestre a Gaza, diz jornal israelense

Israel x Gaza x Oriente Médio (31) .... E a guerra chega ao oitavo dia...Até qdo?

Israel x Gaza x Oriente Médio (30)....Leituras e Notícias

Israel x Gaza x Oriente Médio (29) ....Sugestões de publicações

Israel x Gaza x Oriente Médio (28) ....Trabalhos acadêmicos

02/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (27) ....Mais sobre a manifestação na Avenida Paulista

Israel x Gaza x Oriente Médio (26) ....Es-Israel.Org

Israel x Gaza x Oriente Médio (25) .... Manifestação na Avenida Paulista por guerra em Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (24)....A guerra continua e a mídia corre atrás....

Israel x Gaza x Oriente Médio (23)....A guerra continua: uma sexta-feira nada santa

Israel x Gaza x Oriente Médio (22).... E no sétimo dia não há descanso, a guerra continua

Israel x Gaza x Oriente Médio (21).... Vídeos: Foguetes em Sderot

01/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (20)...Mais ataques...foguetes...protestos

Israel x Gaza x Oriente Médio (19)....Mais foguetes em Israel....Saramago e Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (18) ....Mídia?! Então o que realmente deve ser feito?

Israel x Gaza x Oriente Médio (17)....Chuva de foguetes em Israel

31/12/2008

Israel x Gaza x Oriente Médio (16)...Brasília: protesto contra ataques à Faixa de Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (15)....Palestinos: Manifestação termina em confusão em Brasília

Israel x Gaza x Oriente Médio (14) .... Paz na região ficou mais distante

Israel x Gaza x Oriente Médio (13) .... Palestian Media Watch

Israel x Gaza x Oriente Médio (12) .... Israel exibe no YouTube as imagens de ataques

Israel x Gaza x Oriente Médio (11)...15 segundos (vídeo)

Israel x Gaza x Oriente Médio (10)

Israel x Gaza x Oriente Médio (9)

Israel x Gaza x Oriente Médio (8)

Israel x Gaza x Oriente Médio (7) .... Mais mídia e ainda "Ashkelon hospital moves its essential departments underground"

30/12/2008

Israel x Gaza x Oriente Médio (6)

Israel x Gaza x Oriente Médio (5)

Israel x Gaza x Oriente Médio (4)

29/12/2008

Israel x Gaza x Oriente Médio (3)

Israel x Gaza x Oriente Médio (2) ... O conflito e a Mídia

Israel x Gaza x Oriente Médio (1)....Panorama do OM e primeiras manifestações do conflito na mídia

Israel x Gaza (Vídeos)

Comerciais do Hamas 24-28 dezembro de 2008

Chanceler alemã responsabiliza Hamas por ofensiva israelense

Faixa de Gaza: Mortos em ataques passam de 300

Enough Is Enough

Israel expande ataque a Gaza

28/12/2008

Israel mata 225 em Gaza

Israel X Gaza (Panorama em 28/12/2008)

22/12/2008

Israel e Hamas engrossam o discurso e tensão aumenta no Oriente Médio: Hamas já lançou mais de 60 foguetes contra Israel em quatro dias. Governo israelense avisou a ONU que irá responder ataques. >>> Leia mais em G1, em 22/12/2008.

Nenhum comentário: