Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (116) .... Sem refúgio além da Faixa de Gaza / A fase mais difícil do conflito

Jornal do Brasil, página A18, em 14/01/2009.

(obs. O grifo em azul é meu)


ENTREVISTA

GERALDO CAVAGNARI


Sem refúgio além da Faixa de Gaza

Joana Duarte


Nesta guerra anômala, em que não há refugiados porque os combatentes não permitem a retirada de palestinos da Faixa de Gaza, o professor Geraldo Cavagnari, do Núcleo de Estudos Estratégicos da UNICAMP, em entrevista ao JB, salienta que Israel provavelmente não responderá por crimes de guerra, pois todos os países da região envolvidos no conflito carregam um certo sentimento de culpa pela morte dos, até agora, cerca de mil palestinos. O professor diz ainda não acreditar em um acordo de paz, muito menos num pacto que venha a ser mediado pelo Brasil, e garante: no fim do conflito, quando Israel permitir uma trégua, o Hamas continuará a rejeitar a legitimidade do Estado israelense.


A operação israelense já deveria ter terminado?

­Em princípio sim. Em termos de perdas de vidas já deveria ter terminado, mas acontece que isso não depende do aspecto moral, depende do adversário. Israel seguramente cumprirá todas as fases que planejou para este conflito. Temos de encarar a questão como uma decisão política decididamente tomada por Israel ­ a de desestabilizar o Hamas.


O senhor considera os objetivos israelenses alcançáveis?

­O principal objetivo é destruir a estrutura militar do Hamas e isto deve ocorrer. A dificuldade está na maneira como a guerra está sendo feita. Se fosse uma operação tradicional, Israel teria de atrair o inimigo para a batalha, mas o Hamas, com sua inferioridade bélica, não permitirá que Israel faça isso. Não obstante, Israel deveria procurar meios de lutar causando um mínimo de perdas humanas, mesmo que militantes do Hamas ocupem prédios públicos, residenciais e outras áreas povoadas. Sabemos que o Hamas também usa escudos humanos, o que dificulta a identificação de quem é quem. Em face das táticas de guerra adotadas pelo inimigo, quando Israel localiza os locais de lançamento de mísseis e contra-ataca acaba por atingir a população civil. Esta é a maior dificuldade.


Com mais de 900 mortos, dentre estes pelo menos 40% de civis palestinos, Israel deveria responder por violações de direitos humanos?

­Se fosse uma guerra convencional, certamente. Nas operações convencionais, a força invasora invade cidades, realiza combates, destrói tudo, mata combatentes, mas, em princípio, atinge apenas aqueles civis que optaram por não evacuar as áreas de combate. Normalmente, quando uma cidade é ocupada, o invasor alerta os civis para que saiam de suas casas ou que busquem abrigos em lugares seguros. Nesta guerra não há refugiados, pois o Hamas não deixa ninguém sair. Israel também não permite que a população palestina se refugie em seu território, muito menos o Egito. Então, os palestinos se vêem obrigados a buscar refúgio dentro da própria Faixa de Gaza, uma área estreita que abriga 1,5 milhão de palestinos ­ a Cidade de Gaza tem a maior concentração populacional do mundo, e esta é uma condição que tem de ser levada em consideração, pois é o cenário ideal para que ocorram muitas perdas humanas. Mas mesmo que Israel esteja violando direitos humanos, quem vai julgar Israel? Isto dificilmente ocorrerá a curto ou mesmo médio prazos.


Mesmo se o país for acusado de crimes de guerra?

­Neste caso, a culpa seria conjunta, de Israel, Egito e do Hamas, que expôs seu território e sua população à guerra e faz uso de escudos humanos. Crimes de guerra vêm ocorrendo dos dois lados da batalha. O Hamas tem no máximo 40 mil combatentes, enquanto a população da Faixa de Gaza é de 1,5 milhão. Mesmo assim, não permite que ninguém saia da área de conflito e por isso é quase tão criminoso quanto Israel.


O senhor acha que a guerra derrubará o governo do Hamas ou fortalecerá o grupo?

­Israel não vai destruir o grupo. A operação irá enfraquecer, mas não desmantelar o movimento. O conflito não resolverá o problema Israel-Palestina. Uma trégua é provável, mas um acordo de paz, por hora, acho difícil, pois o Hamas, insuflado pela Síria e Irã, não se curvará. Ao fim do conflito, Israel continuará sendo considerado pelo Hamas como um Estado ilegítimo. É um problema que existe desde 1948 e que vai durar por muito mais tempo.


O senhor acredita que o Brasil pode ajudar na mediação do conflito?

­ Não. A mediação será feita por países neutros e o governo brasileiro está francamente alinhado com os árabes, os islâmicos. Não quer dizer que o Brasil esteja, mas este governo está. O nosso ministro já disse que o ataque foi desproporcional, mas na verdade toda retaliação é desproporcional. O objetivo não é responder com a mesma violência, mas sim com uma violência maior, e é isso que Israel esta fazendo. Quando houve o ataque as Torres Gêmeas, qual foi a resposta dos EUA? Atacou o Afeganistão com força total e estão lá até hoje.



ARTIGO


A fase mais difícil do conflito

André Luís Woloszyn

ANALISTA EM ASSUNTOS ESTRATÉGICOS


A cada dia fica mais difícil explicar as centenas de fotos de vítimas inocentes


Com a decisão de Israel de utilizar duas frentes de combate, no sul, com o avanço por terra de tropas de infantaria, e ao norte, a continuação dos bombardeios aéreos, teve início a fase mais difícil do conflito e talvez a mais decisiva.


A tática lembra muito o conceito de guerra utilizado pelo Exército dos EUA no Vietnã em 1970, contra a guerrilha dos norte-vietnamitas e mais recentemente, em Falluja, contra os insurgentes na guerra do Iraque. Os israelenses buscam cercar os militantes do Hamas, obrigando-os a se concentrarem e consequentemente serem alvos identificáveis, cortando sua rede de suprimentos (luz, água, alimentos) e comunicações, na tentativa de impedir reações de maior impacto, como a utilização de foguetes, atacando diretamente a fonte e os focos da guerrilha.


Caso o Exército chegue ao coração de Gaza, resta ao Hamas um grande trunfo que é o conhecimento detalhado da zona de operações onde são realizados os combates, além da experiência em guerrilha urbana. Nesta, atuam em ações terroristas ­ atentados suicidas, emboscadas corpo-a-corpo com armas leves e artefatos explosivos, utilizam túneis subterrâneos para maior agilidade nos deslocamentos, propiciando o fator surpresa, tática que certamente deverá aumentar o pouco número de baixas entre os soldados israelenses.


Talvez a estratégia adotada por Israel possa pôr fim mais rapidamente ao conflito que já começa a causar desgaste à imagem política e institucional do Estado judeu junto à comunidade internacional, com acusações de violação de direitos humanos, da Convenção de Genebra, dentre outros. Isto é compreensível pois a cada dia em que perduram as hostilidades fica mais difícil explicar as centenas de fotos de vítimas inocentes, incluindo crianças, remetidas por agências de notícia internacionais e que chegam a um público estarrecido.


No momento, ninguém arriscaria um prognóstico. A grande incógnita ainda é como os grupos radicais islâmicos, Hezbollah, Al Qaeda e outros apoiadores históricos da causa da libertação da palestina e do Hamas, irão se comportar, daqui para frente, uma vez que, no entendimento destes, há motivos suficientes para uma retaliação. O que se pode afirmar até agora é que já existem milhares de extremistas, notadamente no Irã e no Líbano, dispostos a serem mártires, apresentando-se como voluntários para "homens-bomba".


Do lado israelense, a convocação de tropas reservas darão maior energia à continuidade da ofensiva terrestre. Se a ONU, com participação incipiente até o momento, desejar uma participação decisiva terá de buscar rapidamente alternativas e soluções diplomáticas para forçar um acordo, não apenas através de uma resolução de cessar-fogo votada pelo Conselho de Segurança, e que a exemplo de outras do gênero, foram ignoradas por não satisfazerem as partes litigantes. Os embates entre judeus e palestinos demonstrou entre outros problemas, a fragilidade das Nações Unidas colocando em jogo, inclusive, sua credibilidade e reputação.


André Luís Woloszyn, analista da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República em 97/98, é diplomado pela Escola Superior de Guerra em Inteligência Estratégica e especialista em terrorismo.


Veja mais:

14/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (115) .... O principal inimigo de Israel nesta guerra é a ONU (Reinaldo Azevedo)

Israel x Gaza x Oriente Médio (114) .... Conflito na Faixa de Gaza vira guerra de informações

Israel x Gaza x Oriente Médio (113) .... Apoio de israelenses a ofensiva é quase integral

13/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (112) .... Faixa de Horror

Israel x Gaza x Oriente Médio (111) .... Duas lentes, um mesmo conflito através de fotos

Israel x Gaza x Oriente Médio (110) .... Líderes religiosos no Brasil pedem paz no Oriente Médio

Israel x Gaza x Oriente Médio (109) .... Gaza (Ali Kamel)

Israel x Gaza x Oriente Médio (108) .... Defesa do terrorismo como princípio político. Nada será como antes.

Israel x Gaza x Oriente Médio (107) ...."Inimigos dos palestinos são seus dirigentes extremistas" (Bernard-Henri Lévy)

Israel x Gaza x Oriente Médio (106) .... Divisões no Hamas e em Israel levam ofensiva a impasse

Israel x Gaza x Oriente Médio (105) .... Como medir proporção?

Israel x Gaza x Oriente Médio (104) .... O que pode e o que não pode (Reinaldo Azevedo)

Israel x Gaza x Oriente Médio (103) .... As motivações de Israel para a guerra (Ely Karmon)

12/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (102) .... Lanzan bomba incendiaria contra Asociación Cultural Israelita en Uruguay

Israel x Gaza x Oriente Médio (101) .... A recaída do Itamaraty em Gaza (Sérgio Malbergier)

Israel x Gaza x Oriente Médio (100) ....Dê a Israel uma oportunidade (Rafael L. Bardají)

Israel x Gaza x Oriente Médio (99) .... Gaza: hora de golpear o terrorismo (Gustavo Ioschpe)

Israel x Gaza x Oriente Médio (98) .... Fisk como exemplo de isenção? Chamem o chefão do Hamas!!!!

Israel x Gaza x Oriente Médio (97) .... O Outro Lado da Guerra (Comunidade na TV)

Israel x Gaza x Oriente Médio (96) .... Dez teses sobre o ódio

Israel x Gaza x Oriente Médio (95) .... Aos poucos, aparecem os métodos e tramóias do Hamas

Israel x Gaza x Oriente Médio (94) .... Suicidas e antissemitas

11/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (93) .... Árabes e judeus que vivem no Brasil falam sobre o conflito e brasileiros vivem drama no Oriente Médio

Israel x Gaza x Oriente Médio (92) .... Analistas veem limitação em gestões do Brasil na região

Israel x Gaza x Oriente Médio (91) .... "A opinião mundial não nos salvará"

Israel x Gaza x Oriente Médio (90) .... Truth or propaganda?

Israel x Gaza x Oriente Médio (89) .... A Paz cansada de guerra

Israel x Gaza x Oriente Médio (88) .... Hitler and the Hamas in Gaza: Find the differences

Israel x Gaza x Oriente Médio (87) .... Israel pode, sim, vencer desta vez

10/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (86) .... "Os terroristas preferem o amor à guerra" (Hã??? Jura????!!!!!)

Israel x Gaza x Oriente Médio (85) ....Como ocorre o confronto em Gaza – do lado israelense e do lado do Hamas

Israel x Gaza x Oriente Médio (84) .... Israel não pode (e não vai) perder a guerra contra as forças da intolerância religiosa

Israel x Gaza x Oriente Médio (83) .... Militantes de Hamas e Fatah entram em choque

Israel x Gaza x Oriente Médio (82) ....Conflito é um beco com saída para a paz

Israel x Gaza x Oriente Médio (81) ....Crianças como escudos humanos

09/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (80) ....Leitores de Emir Sader acham que Hitler foi bonzinho e humano com os judeus

Israel x Gaza x Oriente Médio (79) ....Fundamentalismos

Israel x Gaza x Oriente Médio (78) .... A paz entre árabes e judeus no Rio

Israel x Gaza x Oriente Médio (77) ....Você é judeu? Então eu sou judeu

Israel x Gaza x Oriente Médio (76) .... O conflito do Hamas em cores (Giora Becher)

Israel x Gaza x Oriente Médio (75) ....Shimon Peres: 'O mundo, no fim, nos agradecerá'

Israel x Gaza x Oriente Médio (74) ....Intolerância e ódio (Bernardo Sorj)

Israel x Gaza x Oriente Médio (73) .... A guerra em Gaza em debate

Israel x Gaza x Oriente Médio (72) ....Resposta pública da FIERJ a situação atual

Israel x Gaza x Oriente Médio (71) ....Parcerias entre o Brasil e Oriente Médio (2006-2009)

08/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (70) .... Isso não é uma foto, é uma vigarice ultrajante

Israel x Gaza x Oriente Médio (69) .... Life must go on in Gaza and Sderot

Israel x Gaza x Oriente Médio (68) .... Quem é quem manda no Oriente Médio?

Israel x Gaza x Oriente Médio (67) .... Nota do PT sobre Israel: A Hitler o que é de Hitler

Israel x Gaza x Oriente Médio (66) ....Questão da 2ª fase da Fuvest aborda conflito entre Israel e palestinos

07/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (65) ....Soldados treinaram antes em cidade simulada no sul

Israel x Gaza x Oriente Médio (64) .... Qual é a melhor proporcionalidade? A absoluta. Então...

Israel x Gaza x Oriente Médio (63) .... Israel revida críticas do Vaticano que comparam Gaza a campo de concentração

Israel x Gaza x Oriente Médio (62) ....La comunidad judía de Brasil apoya a Israel desde los medios de comunicación

Israel x Gaza x Oriente Médio (61) .... Treinamento militar para crianças?

Israel x Gaza x Oriente Médio (60) .... Chávez, um verdadeiro humanista (???!!!!???)

Israel x Gaza x Oriente Médio (59) ....Israel luta por futuro de sua existência; Palestinos, para existir no presente

Israel x Gaza x Oriente Médio (58) .... A nota da “OLPT” / A carne barata das crianças palestinas / Mudar as palavras

Israel x Gaza x Oriente Médio (57) ....Como definir o que são alvos válidos?

Israel x Gaza x Oriente Médio (56) .... Israel querer sobreviver é proporcional

Israel x Gaza x Oriente Médio (55) .... Porque Israel está atacando o Hamas?

06/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (54) .... Violência ou diálogo? - Reflexões psicanalíticas sobre terror e terrorismo

Israel x Gaza x Oriente Médio (53) .... Batalha urbana começa

Israel x Gaza x Oriente Médio (52) .... Malbergier: As barbaridades sobre Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (51) .... Bernardo Sorj: Oriente Médio: o caminho da paz não passa pelo maniqueísmo

05/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (50) ....Reportagens no JN (05/01/2009)

Israel x Gaza x Oriente Médio (49) ....E Israel entrou com as tropas em Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (48) ....Negociar? Com quem? e ainda Palestinian legal adviser gets owned by Fox

Israel x Gaza x Oriente Médio (47) ....Gaza in Jewish History

Israel x Gaza x Oriente Médio (46) ....A batalha da desinformação

Israel x Gaza x Oriente Médio (45) ....Ações são recomendáveis (A.Dershowitz) e Fuvest aborda conflito no Oriente Médio

Israel x Gaza x Oriente Médio (44) .... Sim ou não à existência de Israel? Essa é a primeira questão. Eu digo “sim”

Israel x Gaza x Oriente Médio (43) .... Gaza: Israel sitia a capital

Israel x Gaza x Oriente Médio (42) .... Shalem Scholars Provide Analysis, Commentary on War in Gaza (The Shalem Center)

Israel x Gaza x Oriente Médio (41) .... What Really Happened In The Middle East - Terrorism Awareness Project

Israel x Gaza x Oriente Médio (40) ....Israel quer controlar cidades-chave em Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (39) ....Israel divide Gaza em duas partes

Israel x Gaza x Oriente Médio (38) .... Brasileiros vivem no meio do conflito na Faixa de Gaza

04/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (37) ....Israel, Hamas, and moral idiocy by Alan Dershowitz

Israel x Gaza x Oriente Médio (36) .... Can the Jewish People Survive Without an Enemy?

Israel x Gaza x Oriente Médio (35) ....Israel's Policy Is Perfectly 'Proportionate' by Alan Dershowitz

Israel x Gaza x Oriente Médio (34) ....A bomba demográfica que assusta Israel

03/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (33) .... Sorte, isso mesmo, pode definir destino da operação em Gaza, diz historiador israelense

Israel x Gaza x Oriente Médio (32) ....Começa o ataque terrestre a Gaza, diz jornal israelense

Israel x Gaza x Oriente Médio (31) .... E a guerra chega ao oitavo dia...Até qdo?

Israel x Gaza x Oriente Médio (30)....Leituras e Notícias

Israel x Gaza x Oriente Médio (29) ....Sugestões de publicações

Israel x Gaza x Oriente Médio (28) ....Trabalhos acadêmicos

02/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (27) ....Mais sobre a manifestação na Avenida Paulista

Israel x Gaza x Oriente Médio (26) ....Es-Israel.Org

Israel x Gaza x Oriente Médio (25) .... Manifestação na Avenida Paulista por guerra em Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (24)....A guerra continua e a mídia corre atrás....

Israel x Gaza x Oriente Médio (23)....A guerra continua: uma sexta-feira nada santa

Israel x Gaza x Oriente Médio (22).... E no sétimo dia não há descanso, a guerra continua

Israel x Gaza x Oriente Médio (21).... Vídeos: Foguetes em Sderot

01/01/2009

Israel x Gaza x Oriente Médio (20)...Mais ataques...foguetes...protestos

Israel x Gaza x Oriente Médio (19)....Mais foguetes em Israel....Saramago e Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (18) ....Mídia?! Então o que realmente deve ser feito?

Israel x Gaza x Oriente Médio (17)....Chuva de foguetes em Israel

31/12/2008

Israel x Gaza x Oriente Médio (16)...Brasília: protesto contra ataques à Faixa de Gaza

Israel x Gaza x Oriente Médio (15)....Palestinos: Manifestação termina em confusão em Brasília

Israel x Gaza x Oriente Médio (14) .... Paz na região ficou mais distante

Israel x Gaza x Oriente Médio (13) .... Palestian Media Watch

Israel x Gaza x Oriente Médio (12) .... Israel exibe no YouTube as imagens de ataques

Israel x Gaza x Oriente Médio (11)...15 segundos (vídeo)

Israel x Gaza x Oriente Médio (10)

Israel x Gaza x Oriente Médio (9)

Israel x Gaza x Oriente Médio (8)

Israel x Gaza x Oriente Médio (7) .... Mais mídia e ainda "Ashkelon hospital moves its essential departments underground"

30/12/2008

Israel x Gaza x Oriente Médio (6)

Israel x Gaza x Oriente Médio (5)

Israel x Gaza x Oriente Médio (4)

29/12/2008

Israel x Gaza x Oriente Médio (3)

Israel x Gaza x Oriente Médio (2) ... O conflito e a Mídia

Israel x Gaza x Oriente Médio (1)....Panorama do OM e primeiras manifestações do conflito na mídia

Israel x Gaza (Vídeos)

Comerciais do Hamas 24-28 dezembro de 2008

Chanceler alemã responsabiliza Hamas por ofensiva israelense

Faixa de Gaza: Mortos em ataques passam de 300

Enough Is Enough

Israel expande ataque a Gaza

28/12/2008

Israel mata 225 em Gaza

Israel X Gaza (Panorama em 28/12/2008)

22/12/2008

Israel e Hamas engrossam o discurso e tensão aumenta no Oriente Médio: Hamas já lançou mais de 60 foguetes contra Israel em quatro dias. Governo israelense avisou a ONU que irá responder ataques. >>> Leia mais em G1, em 22/12/2008.


Nenhum comentário: